Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Era uma vez um balde...

Desses plásticos, bem vagabundinhos, que a gente compra por trocados nessas lojas de 1,99. O meu era vermelhinho e paguei 4 reais.


Sabe o que ele virou? Uma bolsa prá Naninha carregar marmita, suco, docinhos, carregador de celular, tablet - uarévis!


 E eu fiz assim:


Recortei a parte de cima, que se sobressaía demais e ia atrapalhar a costura. Esqueci de fotografar mas tirei o molde assim: Envolvi o baldinho por fora com jornal, copiando a forma e desenhei a base e o topo de formato redondo simplesmente copiando com o lápis. Se for fazer tenha sempre em mente que vai ter que ficar maior, pois vai levar manta acrílica, então o molde é só uma base mesmo.


Eu tinha essa bolsa que o meu filho ganhou no treinamento quando passou no concurso - tava parada, sem uso: resolvi aproveitar o zíper, que era bom demais e também os passantes das alças (que você pode comprar até pela internet, em lojas de armarinhos virtuais...)


Prá forro eu usei uma calça jeans preta velha, que estava muito curta nas meninas. Comprei tecidos de tom roxo e lilás prá forrar a bolsa e matelassei tudo - como disse, uns 2 cm maior que o molde pro lado de fora.
Fui fazendo tudo no tapa mesmo, praticamente encapando o balde. Primeiro fiz a parte de fora, com bolso, fiz a parte de dentro com sobra e entre as duas eu preguei o zíper. Como a parte de dentro eu não fechei ficou fácil desvirar tudo depois de colocado o zíper.

Vê como sobrou pano dentro? Não tem problema, porque a gente esconde - é melhor que sobre mesmo...


Ah, antes de pregar o zíper eu fiz quatro alcinhas: duas mais ou menos grandes, prá ficarem em lados opostos e servirem prá minha filha carregar a bolsa na mão, igual sacola. Usei por fora o tecido lilás de algodão e recheando cada alça coloquei aqueles cordões largos, feitos de cadarço. Fiz também duas alcinhas pequenas dobradas ao meio e as posicionei bem no meio das alças de mão, prá colocar as argolas da alça maior de usar no ombro, dá prá ver?


Agora: depois de por o zíper (destacável - super importante essa dica) sobrou o enigma de fechar a tampa da bolsa...


Como o zíper não ia no topo todo - deixava uns 10 cm em aberto - eu fiz um pedaço de tecido prá fechar e esconder o começo e o fim do zíper. Preguei à mão mesmo, pois não dava prá fazer na máquina...


O fundo eu fiz encapando uma rodela de plástico com o jeans da calça velha. A rodela de plástico eu tirei do fundo de uma embalagem de 5 litros de produto de limpeza -eu até quis fazer a mesma coisa prá tampa da bolsa (sempre tenho embalagens dessas guardadas, são muito úteis...), mas como o baldinho era menor embaixo e maior em cima eu não achei plástico que desse o tamanho - então a tampa ficou só no tecido e na manta acrílica, mas tá bom demais..


Colei o fundo com fita crepe antes de costurar à mão o fundinho redondo.


E a bolsa ficou assim, muito prática.


Os dois bolsos da frente, nos quais ela deixa trocados, documentos, cartão de ônibus.


Aí estã a alça grande, na qual eu usei os metais daquela outra bolsa.


As alcinhas laterais, muito úteis...


E assim ficou a bolsa por dentro...


Do lado de dentro da tampa eu bordei o nome da minha filha (mas rabisquei em cima, porque ela quer manter o anonimato...).


Aquele pedacinho de tecido que emendou a tampa na parte de baixo da bolsa...


E ela pronta prá uso.

E eu ainda fiz uma blusinha, de um paninho bem leve e fininho estampado de flores que ganhei de aniversário há uns 4 anos atrás, da minha mãe - mas resolvi fazer uma regata prá Naninha, pois tá um calor tão insuportável e ela aprecia. Não faz mal que era tecido prá mim, mãe tem dessas coisas mesmo, acaba sempre dando prioridade pros filhinhos, não é mesmo? Aposto que vocês também são assim...




 Não ficou linda? Usei uma palinha que comprei pela internet, no Armarinhos 25, na qual não paguei nem 2 reais...

Ainda lhe fiz dois jalecos novos, um deles mais comum e outro usando retalhos de laise bordada prá enfeitas, olha só:






E prá não pensarem que só faço prá Naninha, cá está minha deusa Lola, esbanjando gostosura, com uma camiseta vermelha que eu fiz: 





Com malha de viscose que eu havia comprado prá mim, mas novamente achei que o melhor uso era fazer prá ela... Fala a verdade: não seria um desperdício fazer uma blusa vermelha prá uma velha acabadinha que tá só o pó, que quase não sai de casa? Já a Lola, assim tão linda - nada é desperdício nela... 

Preguei spikes que eu tinha na frente e nos ombros - ficou uma belezura.

E prá fechar a postagem com chave de ouro, olhem que lindeza - flor de carambola:



Eu nem sabia que dava flor... É lá do sítio, primeira vez que deu flor e fruta - não são lindas?


15 comentários:

  1. Rosinha, estou impressionadíssima! Quanto talento! A bolsa está muito bem feita e é de enorme utilidade. As blusas das meninas, encantadoras e a bata da Naninha fará dela a médica mais elegante de todo o hospital! Parabéns, muitos parabéns, querida.
    Tenha uma feliz semana.
    Beijinhos da Nina

    ResponderExcluir
  2. Oi Rosa!
    Você é super talentosa amiga!
    Das suas mãos saem maravilhas!
    A bolsa ficou show.
    Suas filhas são mesmo previlegiadas de terem uma mãe assim...
    Obrigada pela sua visita,o body foi crocheteado com linha anne amiga!
    Obrigada pelo seu carinho.
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. UAU amiga...seu talento nos deixou bastante surpresa!
    A bolsa está genial...as blusas bem charmosas e a bata elegantérrima!
    Os olhares floridos bem lindos!
    Quanto à pizza...se puser o ovo...quando vai ao forno...fica um ovo cozido!
    Se gosta de pizza experimente!!! Bj e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Amiga querida, amei tudo, simples assim! Sem palavras para comentar suas ideias, seus trabalhos, seus ensinamentos. Muitas e muitas bênçãos de Deus para você, amada amiga.
    Beijos, beijos, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Rosinha, isso é de génio, amei a bolsa, que ideia fantástica, as blusas estão super giras, bjs amiga

    ResponderExcluir
  6. Tudo maravilhoso! Deus te abençoe!!!
    Ana Cleto

    ResponderExcluir
  7. Rosa querida. Tantos trabalhos, qual deles o mais lindo. a sua criatividade não tem limites. Obrigada por partilhar. Abraço carinhoso.
    http://miminhosdaidalia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Tua criatividade me impressiona!! :-o
    Parabéns por este talento maravilhoso que vc desenvolve e Deus abençoa.

    Que sua semana seja de muita saúde, paz, amor e de dias tão lindos como as flores de carambola do teu sítio.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi amada, que saudade de vir aqui no teu cantinho e para variar está a mil pelo Brasil com muita coisinha linda pra nos mostrar. Bjão.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Rosa, tudo lindo, lindo demais, a bolsa, as blusas, a batinha, as flores no galho, e até a velha acabadinha, que tá só o pó, aposto a que está linda, linda demais também!!!
    Abraços,
    Teresa

    ResponderExcluir
  11. Mas o melhor mesmo é a menina!
    Abs.
    Teresa

    ResponderExcluir
  12. Rosa... faz tempo que não entrava no seu blog... estava com saudades!!
    Dani

    ResponderExcluir
  13. Rosa... faz tempo que não entrava no seu blog... estava com saudades!!
    Dani

    ResponderExcluir
  14. Nossa Rosa, quanta coisa, nem sei por onde começar! Kkkk
    Pelo jeito o ânimo voltou, que bom!!! Já está aprontando suas artes...
    Amei a bolsinha e as blusas das filhas.
    Fiquei encantada com a flor de carambola, nunca tinha visto...
    Obrigada por compartilhar!
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Tudo lindo! Parabéns...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...