Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Passo a passo de blusa em malha

Eu ia fazer somente o pap do acabamento em viés - mas  aposto que vai aparecer alguém querendo fazer uma blusa inteira, alguém que nunca fez uma blusa e quer se arriscar pela primeira vez, não é mesmo? Então, começando do zero, vamos fazer uma blusinha prá esse frio:

Antes de mais nada: uma blusa prá servir de modelo - é a partir dela que vamos fazer o molde, bem fácil, mamão com açúcar.


Um pedaço de tecido prá fazer a blusa nova. Geralmente você sabe quanto vai precisar de tecido assim: Mede o comprimento da blusa-modelo, da bainha até o ombro (uns 65 cm) e mede o comprimento da manga (outros 65 cm). Com 1,30 m de malha você faz uma blusa e ainda sobra, porque a maioria das malhas tem 1,40 de largura de ourela a ourela. No caso do meu paninho é só um retalho - não vai dar prá fazer com manga comprida, mas serve prá vocês aprenderem como faz. O meu retalho é cotton lycra, mas podia ser liganete ou outra malha que você tenha, com uma boa elasticidade, que seja levinha.


Papel pro molde: pode comprar papel craft em papelaria, pode fazer em cartolina se você tá esbanjando dinheiro, mas eu uso o que tenho à mão - jornal, encarte de farmácia ou, neste caso, sacolas de roupas. Essas são bem grossas e resistentes, vão render moldes muito bons.


Eu abro a sacola na base, onde ela foi colada, e corto ao meio, arrancando as alças.


Cada sacola dá prá fazer o molde de um dos lados da blusa.


Apóio a blusa sobre o papel, bem esticadinha. 


Copio com lápis o contorno da blusa.


Como estou fazendo primeiro o molde da frente, eu pego e aponto bem o lápis, prá ponta ficar bem afiada. Dou umas furadas na blusa, delicadamente, e faço umas marquinhas prá saber o contorno do decote.



Faço as mesmas marquinhas no contorno da cava da blusa.


Se vocês clicarem na foto, ela amplia e dá prá ver as marquinhas que eu fiz com lápis, que atravessaram a blusa.


Aproximando dá prá ver melhor...


Sigo as marquinhas de lápis, formando o desenho do decote e das cavas.


Recorto apenas metade do molde.


Dobro e copio o desenho - pois, como é malha, dá umas esticadas malvadas na hora que está na mesa, não obedece a gente e, se você não tomar cuidado, a blusa fica torta. Tem que ficar totalmente simétrica.


Dobra e copia o contorno da parte recortada sobre a parte que ainda não recortou - o novo contorno é o que vale...


Recorta tudo e agora você tem o molde completo da frente. Faz  do mesmo jeito prá obter o molde das costas.


Como sobrou papel das duas sacolas eu não preciso de uma terceira prá fazer o molde da manga: colo os dois pedaços.


Estico a manga e copio a forma dela, do mesmo jeito: primeiro o contorno e depois, com a ponta afiada do lápis, o contorno da cava.


Reforcei com caneta o contorno de metade da manga prá vocês verem. Agora eu apóio o outro lado da manga, encostando na metade que eu já fiz e copio o contorno dela, formando uma manga inteira.


Viu como fica direitinho? Agora é só recortar.


Pego o meu trapinho e dobro uma ponta dele ao meio, só o suficiente prá encaixar o molde dobrado sobre essa parte. Eu podia ter feito somente o molde pela metade, como tem nas revistas, mas eu sempre faço o molde inteiro - às vezes tem utilidade.


Com o molde bem encaixado, prá não sobrar quase nada - que o tecido é pouquinho... - eu me preparo prá cortar em toda a volta com um centímetro a mais prás costuras e dois centímetros a mais na barra.


O tecido não pode ter dobras, o molde tem que ficar bem plano em cima do tecido.


Pronto; as costas estão cortadas.


Agora me preparo prá cortar a frente, do mesmo jeito.


Repararam nesse dodói feio, nessas manchas no meu braço? É queimadura de óleo de cozinha... Foi assim: a Lola tava fazendo um omelete de berinjela pro pai dela, prá me ajudar que eu tava costurando. Daí eu falei prá ela que, na hora de virar, me chamasse - porque eu tinha medo dela se queimar. Só que ela colocou óleo demais, como o pai dela gosta e, na hora de virar, como não era eu que tava fazendo e não reparei quanto de óleo tinha, veio todo o óleo fumegando por cima do meu braço e derrubou na pia. Graças a Deus que fui eu que virei - já pensou se ela se queimasse? Eu nunca me perdoaria... Na hora doeu prá caramba, mas parou de doer rapidinho: na mesma hora eu passei Bepantol Derma, que é mágica: nem formou bolhas, parou a dor, logo, logo sara. Essa é uma dica muito preciosa, de uma pomada que não pode faltar na casa de vocês: tanto serve prá machucados, quanto prá ressecamentos dos pés e das mãos e prá hidratar a pele do rosto agora no inverno. Até no cabelo eu uso: depois de lavado e seco, pego uma pontinha de nada da pomada, uma espirradinha de creme condicionador de cabelos, misturo os dois nas palmas das mãos e massageio as pontas - prá deixar o cabelo sempre brilhante e sem pontas duplas...


Bom, esse foi o pano que sobrou: não dá nem prá fazer manga curta. Quer dizer, dá, mas tem que emendar. Tá vendo o retalho esmarafunhado no canto superior direito da foto? então: desse retalho tem coisas prá sair:


Primeiro o viés do pescoço: mede com a fita métrica todo o contorno do pescoço, frente e costas, e corta um viés de uns 3,5 ou 4 cm de largura, num comprimento um pouco maior do que o que você mediu e reserva.


Pega um pedaço do retalho de sobra e emenda prá dar a largura necessária prá duas mangas.


Emendei com overloque - o bom é que o tecido é estampado, então ninguém nem percebe que tem emenda...


Não falei? Nem dá prá ver a costura do lado de fora...


Dobrei o pano e cortei as duas mangas de uma vez, iguaizinhas.


No tamanho que deu - mangas nem muito curtas e nem compridas, médias...


Parou de usar o molde? Então guarda. Dobra ele bonitinho, enfia num envelope, desenha do lado de fora um esboço da peça e escreve, que assim quando você precisar de novo ele é fácil de identificar.


Tem um probleminha: se eu tivesse máquina galoneira podia fazer o decote bem rente ao pescoço, do mesmo jeito da blusa comprada pronta - mas eu não tenho. 

Se eu fosse fazer uma blusa de gola alta, estilo cacharrel, costuraria a gola com a própria overloque ou com a máquina Janome 2008 mesmo, usando o ponto elástico, que passava tranquilo pela cabeça - mas eu vou fazer acabamento em viés. Então, não vai ser tão elástico, por causa dos pontinhos à mão - e assim tenho que abrir um pouco mais o decote. 

Dobro a frente ao meio e corto, no olhômetro mesmo - mas sem exagero, pois se o decote chegar no umbigo, ninguém usa a blusa...


Alfinete os ombros e costure.Ombro dá prá só alfinetar, pois é um pedaço pequeno.


Com os dois ombros costurados, agora é hora de pregar as mangas. Dobre cada manga ao meio (essa é a que foi emendada)...


E faça um cortinho pequeno, prá marcar exatamente o meio da manga. Esse cortinho se chama "pique".  Ele você encaixa na costura do ombro, direito com direito, alinhavando todo o contorno da manga no contorno da cava. TEM QUE ALINHAVAR, só alfinetando você corre o risco de costurar torto, pois é uma curva bem danada.


Não adianta ter preguiça, se você quer fazer certinho: alinhava se você é iniciante, alinhava se você é experiente. Quem tem pressa acaba fazendo porcaria. Daí, cheia de segurança, costura.


Aí está: costurada nos ombros, pregadas as mangas. 


Com a blusa dobrada, "case" a costura da manga de um lado com a do outro prá poder alinhavar e costurar todo o contorno lateral da blusa.


Tá vendo como é importante alinhavar? Com isso você descobre as diferençazinhas entre a frente e as costas da blusa - e não tem problema que elas existem, você não é uma máquina, isso é absolutamente normal...

Tá quase lá... Overloque nas pontas das barras da blusa e das mangas, só falta virar prá dentro e costurar...

Mas primeiro vamos ao maravilhoso acabamento em viés: com a blusa do lado direito, o viés do avesso, ele vai ser pregado em toda a volta do pescoço.

Ponto da máquina: na minha Janome 2008 é o ponto "D", o mesmo que eu uso prá costurar calcinhas. É próprio prá costurar malha, estica sem romper, fica seguro. A largura do ponto eu uso a que tem o sinal  "+". Essa é a espessura mais larga prá esse tipo de ponto - se usar mais apertada, enfola, fica parecendo um babado - e fica feio, parece blusa velha e detonada pelo uso.

Regulada a máquina, não se esqueça de algo demais de importante: AGULHA PONTA DE BOLA. Sempre que costurar malha, tem que usar agulha especial, pois com agulha comum rompe os fios da malha e abre buraquinhos.

Dá uma primeira costuradinha bem pequena, prá segurar o viés - uns 3 pontinhos apenas, só prá começar... Ah, não comece a costurar muito no começo do viés: dê um espaço de 1 cm sem costurar, bem no comecinho dele, que é prá fazer a emenda no final...

Clique na foto e veja o pedacinho que deixei sem costurar e também o formato que fica o ponto. Repare que estou costurando bem na beirada, unindo o decote da blusa ao viés, sem sobras, num espaço de não mais de 1/2 cm. 

O acabamento tem que ser delicado, não pode ficar grosseiro em volta do pescoço, que é lugar de destaque. Essa parte é que vai ser o recheio do viés, então tem que ter toda a mesma largura, em todo o contorno do decote.

Se por acaso você quiser um acabamento mais grosso, saiba que não vai funcionar direito - vai ter sobras e enfolados, pois esse tipo de acabamento só serve prá fazer fininho.


O segredo prá ficar lindo é a esticada do viés enquanto costura: sem esticar o decote, deixando sempre ele quietinho em cima da máquina, vá esticando o viés delicadamente com a mão esquerda enquanto que, com a direita, coloca ele direitinho sobre o decote. Costure aos pouquinhos, uns 4 ou 5 cm por vez, sem pressa. Lembre-se de que você quer que fique lindo.

Quando estiver faltando uns 4 cm prá chegar onde começou, pare e corte o fio, deixando um pedaço do decote sem fazer.

Por isso o viés tem que ter sobra: prá quando chegar nesse local, você poder administrar o que vai cortar fora...

A parte de cima do viés - que mostra o avesso branco - é a parte onde começou. Embaixo, caindo, é o pedaço que acabou de chegar. Veja que tem que unir um ao outro, emendando o viés no ombro.

Segura os dois pedaços de viés juntos, com o decote por baixo, e veja onde tem que cortar prá fazer o contorno certinho e corte, sem medo - porque vai dar certo...

Costuradas as duas extremidades do viés uma na outra...

Agora estica por sobre o decote e costure o pedaço que falta - deixando todo o decote contornado pelo viés.

E pronto! A parte prá fazer na máquina já tá feita. O resto vai ter que ser feito na mão, com agulha fininha, pontinho por pontinho - mas é praticamente todo o trabalho que a blusa vai dar - porque o resto foi fácil, não foi?

Agora as bainhas: prá imitar o acabamento das blusas compradas prontas, eu uso agulha dupla.

Aliás, tem mais um motivo prá isso: enquanto as duas agulhas fazem costura reta por cima, a linha da bobina zig-zagueia entre elas, tornando a costura mais elástica do que se você fizesse duas costuras paralelas com agulha simples. Procure na loja que vende acessórios de costura que você acha fácil esse tipo de agulha, embora o preço seja bem maior do que as agulhas comuns - paguei 15 reais na minha.

Tem mais uma coisa: se você tem Janome 2008, não leve a agulha que é própria prá essa máquina. É uma agulha com nome alemão, "Schmetz"- ou Schultz-alguma-coisa, e é uma droga. Os pontos ficam falhando, a costura fica um lixo. Eu uso a da Singer, que encaixa direitinho no buraquinho e a costura fica certinha.

Agulha dupla PONTA DE BOLA, ponto reto (A), regulagem 2 e 1/2.

Alinhave a bainha e costure pelo lado direito - fica assim. Não adianta mostrar o avesso que não dá prá ver o zig zag da bobina, pois costurei bem em cima do overloque.

Alinhavando a bainha antes você escapa do risco dela esticar enquanto costura, ficando "Enfolosada" - palavra que deve sua criação à minha falecida sogra, que era um dicionário ambulante de termos incríveis que nunca ouvi de outra boca, a não ser da dela. Enfolosada significa laceada, embabadada, folenga - outra das pérolas dela... Daí, usando o alinhavo como guia, eu costuro perto dele bem em cima do overloque, prá esconder a costura...

Prá finalizar a blusa, dobre o viés de forma homogênea e vá costurando à mão, com pontinhos invisíveis, em todo o contorno do pescoço. 

Eu sempre costuro bem rente à linha da costura inicial do viés, que assim eu não preciso meter a agulha no tecido da blusa: pego pontinhos na parte do decote que ficou costurado no viés. Clica na foto que você vai ver: se a blusa fosse lisa, não daria prá ver do lado direito os pontinhos que eu fiz...

Agora clica na foto prá ver de perto a beleza que fica: fino, homogêneo, chapadinho. Perfeito!

Não, não: perfeito tá agora, recheado pela minha Deusa da Beleza, minha Lola com carinha de sono... 

Vejam que as mangas não ficaram compridas - pois eu não tinha pano, a blusa foi feita com sobras, até com emendas de trapos... 

Só falta fazer uma alteração: mangas compridas são mais largas que as curtas, no começo das cavas - prá dar mais mobilidade pros braços. Então, quando você usa o molde de uma blusa de manga comprida prá fazer uma de manga curta, tem que dar uma ajustada nela... Essa, prá ficar boa mesmo, eu vou ter que fazer assim: desmanchar as barras das mangas, pontinho por pontinho, ajustar mais a manga e refazer as bainhas. Deixei assim prá vocês verem.


Aliás, o contrário também vale: se você vai usar como base uma camiseta de manga curta prá fazer uma de manga comprida tem que alargar o molde - não a parte da cava, que é a mesma, mas a parte da largura da manga, senão vai ficar toda agarrada no braço.

Vista de perto do decote - não ficou lindo?
Por fim, algumas últimas explicaçõezinhas:

Acabamentos: se é regata, o melhor é viés. Viés de malha é o mais fácil de fazer, pois não precisa ser cortado na diagonal - embora possa. Como todo o tecido estica, pode ser tira do comprimento do tecido (da lateral próxima da ourela), pode ser tira da largura ou de qualquer canto que estiver sobrando. O único macete é que, na hora de costurar o viés, você não puxa enquanto costura (DE JEITO NENHUM)  a blusa, mas dá uma leve esticadinha no viés enquanto está costurando. Uma boa esticada é assim: cada 5 cm de viés você dá uma puxadinha e faz virar 6 cm. Só isso já garante que o acabamento vai ficar plano, certinho, nada enfolado.

Costurar a blusinha com overloque é maravilha - em minutos você fecha a blusa. Mas se você tem ponto elástico na sua máquina de costura, vai ficar maravilhoso e bem costuradinho - não vai desfiar nunca essa malha, nem desmanchar os pontos, como acontece com algumas overloques. Mas alinhave ou alfinete tudo o que for costurar antes, porque malha estica e escorrega e você corre o risco de ter uma blusinha torta.

Outra coisa: largura do ponto. Não costure com o ponto elástico na largura mais apertadinha, escolha a mais folgada. Quanto mais apertado o ponto, maiores as chances da costura ficar embabadada.

Bainha profissional: se não tem, compre a agulha dupla prá sua máquina - é um acessório mais que necessário e útil prá se ter em casa. 

Alinhave bem certinho a barra e costure com a agulha dupla pelo lado de fora da blusa - fica parecendo galoneira.

Três palavrinhas da costura bem feita: ALINHAVE, ALINHAVE e  ALINHAVE. Fora disso é só ter atenção, capricho e amor pelo que faz que tudo dá certo e fica lindo.

Boas costurinhas!

29 comentários:

  1. Olá querida... sempre generosa em ajudar... quero perguntar a você o seguinte: Eu não tenho overloque e minha máquina é bem modesta ela só tem zig zag e ponto reto... pra costurar malha tem jeito? Gostaria de tentar fazer uma blusa, mas fico com pena de estragar o tecido... outra coisa, comprei tecido pra fazer umas almofadas e estou com receio de estragar, você tem passo a passo de como fazer? Bem... obrigada, tenha um ótimo dia! A Paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Soraia querida. Dá prá costurar malha só com zig zag sim, espia a postagem de hoje. Quanto a almofadas, dá uma olhada nestes vídeos do Youtube:

      https://www.youtube.com/watch?v=GWdXtjzasoQ

      https://www.youtube.com/watch?v=vF1CpdX37w8

      https://www.youtube.com/watch?v=ZKbAdKHID5U

      Não sou muito de fazer almofadas - até já fiz, mas não gosto muito... Mas uma hora dessas, quem sabe...

      Beijos e obrigada!

      Excluir
  2. Oi Rosa querida, que PAP de mãe, super explicadinho, me deu até vontade de fazer uma blusinha, já fiz uma calça de malha e ficou ótima, mesmo com a minha singer, que só tem costura reta e zig-zag. Com overloque é outra história, vou ver se vou até a casa da minha mãe e faço lá (ela tem overloque!). Sou filha e neta de costureiras, mas elas não gostavam muito de trabalhar com malha.
    Adorei as dicas do viés, sempre quis saber como fazer.

    Fico feliz que esteja melhor e que os exames não tenham dado angina. Mas essa insuficiência cardíaca que você falou tem que cuidar direitinho, viu? SE você se cuidar, dá para ver os netos irem para a faculdade.
    Bjs querida e obrigada pelo seu carinho que aquece meu coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com zig zag também dá prá fazer, Doutora querida, e fica muito bom. Espia a postagem de hoje...

      Beijos e tenha um lindo final de semana!

      Excluir
  3. Melhoras com relação ao dodói e muito bacana seu PAP. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  4. Rosa, eu faço igualzinho a você, desde o corte (copiando de outra roupa), a dobra do viés e também guardo dessa forma, em sacos, identificados. Coloco até um retalhinho do tecido para identificar melhor. Tenho moldes dessa forma desde quando minhas filhas eram pequenas. Tenho molde de calça bailarina, casaquinho, vestidinhos.... guardo tudo para um dia, se Deus quiser, usar para as netinhas..
    Aqui em casa também não falta Bepantol. As minhas filhas misturam até na base de maquiagem - foi a professora do Mackenzie que deu a receita. É realmente ótima.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já imaginava, a gente pensa muito igual, em muitas coisas, Helena querida...

      Beijos e tenha um lindo final de semana!

      Excluir
  5. Que aula amiga! Olha só não faz quem não quer! Obrigada pela dica da blusinha e da pomada! bjs Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Nina querida. Um ótimo final de semana! Beijos!

      Excluir
  6. Rosa

    Creio que deu mais trabalho preparar o Pap, não? está muito bem feito, didático e bem explicado tanto pelas imagens quanto pelas palavras. Muito obrigada pela ótima aula.

    O padrão do tecido é muito bonito, é colorido porém sem exageros. Do jeito que eu gosto. Parabéns, a blusa ficou ótima.

    Aqui em casa sempre temos Bepantol ou Hipoglós pois gosto de misturar na base da maquiagem. É ótima para fixação além de hidratar a pele. Sobre usar no cabelo, essa foi novidade para mim. Depois você enxagua, não? ou você usa aqueles condicionadores sem enxague?

    Bjs e melhoras para o teu braço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o pap demorou muito mais que fazer a blusinha em si... Quanto ao Bepantol nos cabelos, eu deixo, pois uso somente condicionadores sem enxágue.

      Beijos, Fatinha querida!

      Excluir
  7. Rosa...que dicas geniais e a blusa está um espetáculo!!!
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Maria da Graça querida! Beijos!

      Excluir
  8. sabe o que eu gosto em voce Rosa? Voce explica com vontade que a pessoa realmente aprenda, e ainda da muitas dicas pra quem não tem as melhores maquinas do mundo e pra quem não quer sair por ai gastando dinheiro , não costuro mas tenho uma maquina de trico e ja aproveitei muitas dicas suas, valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário, Cida querida! De verdade, uma das coisas que eu mais gosto é quando alguém realmente aprende algo comigo, fico super feliz.

      Beijos e volte sempre!

      Excluir
  9. Rosa, você tem mesmo o dom de ensinar!! Mesmo quem sabe pouco de costura vai conseguir fazer! Adorei esse seu acabamento com viés. Já fiz o decote com a mesma bainha dupla,mas não fica tão bonito. E eu que pago 8 reais na agulha dupla e já achava cara demais, tomo o maior cuidado, imagine você!!
    beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora tá custando dezoito, aqui perto de casa - um roubo! A gente paga porque precisa...

      Quanto ao decote, viés fica muito mais delicado e bonito, valoriza mesmo a peça - experimenta que você vai ver, Luci querida.

      Beijos!

      Excluir
  10. Olá!!! Amei seu pap, vou tentar fazer! Apesar de ser filha de costureira, nunca me arrisquei a fazer roupas, costuro panos de prato, fraldas, toalhinhas, etc. Tenho uma dúvida, a minha máquina é uma singer 6160, tem vários pontos, etc, e para costurar malhas, a linha é a normal de costura ou tem que ser diferente? Obrigado por nos disponibilizar tantas idéias!! amo passear no seu blog, apesar de ter medo de costurar!!!Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usa linha normal mesmo, dessas de carretéis. Mas, se eu posso te dar uma dica, investe comprando aqueles carretéis grandes, com 1.500 metros prá mais - pois sai mais barato e dura prá caramba...

      Beijos e obrigada pelo comentário fofo!

      Excluir
  11. Ai que maravilhosa essa Rosa especial! Amei passo a passo, sou iniciante de costura , ou seja, estou aprendendo sozinha em casa. Ninguém da minha é costureira, apenas só eu com força de vontade de aprender. Estou começando aprender costurar agora, fiz almofada de alfinete, fiz capa da Bíblia e agora estou fazendo a cortina para vitro (ta acabando rs) se quiser ver a foto ja tem post publicado :) (ai que vergonha, tímida rs...)
    Quando criar coragem de costurar blusa, vou seguir seu passo a passo pq dá até do de estragar o tecido. Mas aprendi uma coisa no seu post: alinhavar, alinhavar e alinhavar. Rsrrsrsr
    Bapentol, ja ouvi falar que é bom pra tudo. .sempre esqueço de comprar --' e graças a pomada não criou bolhas na queimadura, gostei. ..detesto qd acontece isso --'
    Bjs querida
    Fica na paz♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que se arriscar prá perder de vez o medo! Compra um pano baratinho, recicla uma camisola velha, mas arrisca que compensa.

      Beijos, Mimica querida e obrigada!

      Excluir

  12. Rosa, querida, a grande estilista da net. Generosa em repartir toda a sua sabedoria conosco. Grande mãe, grande esposa, grande filha... Sempre alegrando nossos corações, transformando maravilhas em mágicos paps.
    Obrigada. Deus abençoe a sua generosidade. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, quanta lindeza, Marilia querida... Me fez tão feliz! Obrigada mesmo... Que Deus te abençoe por toda essa gentileza.

      Beijos!

      Excluir
  13. Depois de muito buscar na internet uma explicação de como colocar viés em malha, de repente encontro sua página, e que maravilha de explicação, menina! Ficava só virando a bainha da gola das minhas blusinhas de malha, morrendo de medo do velho "embabado" que um viés mal colocado deixa. Obrigada pela boa orientação e agora vou, sem medo, para a minha terapia, a costura! Você é 10!

    ResponderExcluir
  14. Querida! Sou sua maior fã. Amo suas postagens, tanto das historias da sua vida quanto das dicas.
    Beijinhos mil!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá Rosa, adorei sua postagem . Sou artesão, faço bolsas, necessaires, panos de copa etc. mas roupa não faço nada. Arrisquei fazer uma pijama de malha e deu certo hehehe. coloquei um em cima e fiz o molde, pena que não tinha visto ainda essa sua explicação.É claro que ficou com alguns defeitinhos, mas por ser o primeiro, o resultado foi bom. Mas o viés ahhhhhhhhhhh o viés. não consegui colocar. tive que colocar o de algodão mesmo. Agora vou tentar fazer como vc falou. Mas gostaria de saber em que sentido da malha eu corto. do lado que estica ou do outro. Muito obrigada e parabéns pela postagem, bjs. Regina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gina! Obrigada pelo carinho, fico feliz que tenha gostado da postagem. Quanto ao viés eu corto do lado que estica mais, mesmo no caso de malhas que esticam prá todo lado. Começo a costurar deixando no começo uma margem de segurança, prá emendar o viés do outro lado quando a costura for chegando ali. Tem uma moça no Youtube que ensina a fazer uma porção de costuras fáceis, sempre "clonando" uma outra roupa que ela tenha. entre no youtube e escreva "Withwendy" e assista o vídeo dela sobre "Tshirt", ela faz uma camiseta linda superfácil... Mesmo sem entender muito inglês as dicas dela são ótimas. Beijos.

      Excluir
  16. Amei a dica,parabéns a dica da pomada também foi nota mil.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...