Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Blusa azul de crochê




Bem básica, qualquer iniciante tira de letra. Mas, antes da receita, duas coisas...

Primeira: quem de vocês anda pisando em formigueiro? Porque é um fato científico mundialmente conhecido e comprovado que, quando a gente desmancha com os pés um formigueiro, as super-poderosas e sub-estimadas formigas fazem todas as nuvens do céu desaparecerem e a chuva ir prá bem longe (assim elas podem reconstruir suas casas...)... Se não foram vocês, descubram quem foi e façam parar - São Paulo tá precisando muito de chuva, desesperadamente... Que São Pedro nos ajude, pois se dependermos do "ilustríssimo" governador Alckmin vamos todos morrer de sede e sem banho, com o jardim seco-esturricado (e que ninguém me venha com a alegação de que o pobre homem não faz chover - até a ONU diz que a culpa da falta d'água em São Paulo é dele... Os milhões que a gente paga todo mês prá Sabesp dava prá dessalinizar o Atlântico ou buscar de cano a água da Amazônia...).

Segunda coisa: ando adoentada e ainda tendo que acompanhar minha velha mãezinha, mais adoentada ainda, nas consultas médicas no Sus - e, nessas horas, a internet é a última das prioridades. Me desculpem as amigas queridas, ainda não acabou minha maratona, mas aos pouco visito todas - se Deus quiser.


E agora a blusa: estilo "T", feita com o fio Samba, da Aslan - gastei 4 novelos. É uma blusa prá presentear alguém no Natal, feita no manequim 48 - por isso tá folgadona na minha Nana. Mas é o tipo de modelagem que você adapta facilmente a qualquer manequim, apenas diminuindo a largura e o comprimento das partes da blusa.

Como essa linha não vende mais vocês podem fazer usando outra que se adeque à agulha 4 - tipo Camila +, ou dois fios juntos de Anne, fica à gosto. 

Melhor ainda: na Aslan vende uma linha de saldo chamada Bolero, a um real o novelo. Compra 3 novelinhos dela, mais um novelo de Anne da mesma cor e usa as duas juntas: muito econômico e vai dar o mesmo efeito crespinho da linha que eu usei, inclusive a mistura de materiais vai ser bem parecida - algodão e viscose na Samba e algodão e poliamida na mistura de vocês, ambas macias e com um brilho muito lindo.. 

O ponto é super-simples: uma carreira de ponto alto, uma carreira de quadradinhos vazados, formados por um ponto alto, uma correntinha, outro ponto alto - e por aí vai. É um ponto mecânico e, como o fio usado é grosso, fica pronta rapidinho. 

Faz duas partes assim:


E duas partes assim, só que a frente é mais curta que a parte das costas:


Mandem brasa, que o Natal tá logo aí...

Receitinha de mãe:


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Primeira tentativa

Uma amiga do Face me pediu ajuda: viu uma blusa na internet e queria muito fazer o tal ponto - e Ahhh, como eu entendo essa vontade de aprender um ponto e ter dificuldade de achar a receitinha!!!



Lindo, não é? Espia o avesso - até ele é lindo:



E fica tão levinho, tão delicado - já pensou uma blusa de verão com ele, uma saída de praia (é prá isso que a tal amiga minha quer o ponto...)? Um xale???


A blusa da qual ela queria o ponto eu não posso mostrar - não é minha, a criadora teve o trabalho de desenvolver o ponto e está no seu pleno direito de não querer ensinar (afinal, foi o tempo e a criatividade dela que foram gastos na criação da peça...).

Mas de olhar a blusa e quebrar a cabeça, cheguei num resultado prévio e - como esse trabalho e criatividade foram meus... - posso mostrar como ficou a minha primeira tentativa de fazer o ponto, sem medo de ofender a ninguém...

Bom, aqui tá o pap da primeira tentativa:

Iniciei a amostra com 64 pontos laçados na máquina. Teci 4 carreiras e coloquei os pesinhos.

Prá facilitar o entendimento, chamei o desenho do ponto de "olho de ciclope" - é, eu assisti muitos filmes da Universal na sessão da tarde, quando era menina... É que os furinhos parecem um olhinho com duas sobrancelhas, uma de cada lado. Escolhi um lugar pro furinho central - a primeira agulha à direita do zero. Entre cada olhinho eu deixei 21 agulhas de distância. Tira o ponto dessas agulhas e empurra elas prá fora do trabalho.

Taí: três buraquinhos, com 21 agulhas de distância entre eles - e as respectivas agulhas estão lá atrás, descansando.

Teci duas carreiras - e no lugar da agulha vazia ficaram dois fiozinhos.

Hora de aumentar o buraquinho: peguei as duas agulhas que ficam ao lado da vazia e fiz ficarem vazias também, transportando os pontos delas um prá direita e um prá esquerda. Agora são três agulhas descansando prá cada "olho".

Teci duas carreiras - os fios das agulhas paradas ficaram maiores - mas ainda não tem "olho" nenhum aí. 

Prá fazer o olho eu fiz em duas etapas. Primeira etapa: devolver pontos prás duas últimas agulhas que eu esvaziei. Peguei um ponto da carreira anterior de cada uma das agulhas mais próximas e, com o transportador de 1 ponto, passei prás duas agulhas.

Agora tem que ir fazendo sumir aquelas alças: prás mesmas agulhas que acabaram de receber os pontos da carreira anterior eu mando "um bocadinho" de alças, usando o transportador...

Bem assim, tá vendo? Clica na foto que ela fica maior.

Agora do outro lado.

Empurra as duas agulhas prá frente, prá ter certeza de que vão tecer e engolir as duas alças (é porque tem muita coisa nas agulhas, melhor prevenir...)

Tece duas carreiras e agora aquelas agulhas já estão perfeitas - só falta encher a do meio.

E encher a do meio é fácil: é só colocar as duas alcinhas nela.

Usando o transportador de um...

Põe ela bem prá frente...

e então tece duas carreiras - taí o olhinho...

Agora é hora de fazer as sobrancelhinhas. Contei 7 pontos de distância do centro (não conta nem o ponto central do olhinho e nem o ponto inicial das sobrancelhas). Tira o ponto da sobrancelha da direita e transporta ele prá primeira agulha da esquerda. Tira o ponto da sobrancelha da esquerda e transporta ele prá primeira agulha da direita. é bem simples: transporta os dois pontos em direção ao olho.

Não esquece de tirar as agulhas do trabalho - senão vão ficar mini-olhinhos e o que você quer é uma canaleta inclinada, cheia de fios no meio. Tece duas carreiras.

Hora de fazer a sobrancelha ficar mais larga, da mesma forma que fez o buraquinho do olho ficar maior. Transporta pros lados os pontos das duas agulhas mais próximas das agulhas iniciais - cada sobrancelha tem 3 agulhas vagas. 

É bem assim, tá vendo? Três agulhas vazias, empurradas lá prá trás. 

Tece duas carreiras e já começam a aparecer as hastes, os fiozinhos do meio das sobrancelhas.

Hora de inclinar as sobrancelhas, usando o transportador. As duas agulhas mais próximas do olho inicial tem que mudar de lugar: transporta elas em direção ao centro. 

Essa agulha ficou vazia - e agora temos 4 (só que não pode, a largura da sobrancelha é de apenas 3...)

Então, prá voltar a ter largura de três, pega um ponto da carreira anterior do lado oposto da sobrancelha e, com o transportador, coloca ela no lado oposto da agulha que acabou de esvaziar, prá preencher essa e manter a largura de 3 vazias. Deu prá entender?

Vai fazendo sempre assim: transportando prá mais perto do centro, onde fica o olhinho, e preenchendo a agulha do outro lado com um pontinho da carreira anterior. A cada vez tece duas carreiras.

A sobrancelha vai se formando, inclinada e com largura sempre de 3 agulhas.

Quando tiver apenas 3 agulhas entre as duas sobrancelhas é hora de parar e começar a afinar a sobrancelha, formando um biquinho. 

Nunca mexe na distância de três agulhas entre as sobrancelhas, mas pega um pontinho da carreira anterior de cada lado de fora delas e preenche uma das agulhas vazias - agora a largura é de apenas duas agulhas vazias.

Dá prá ver? Duas agulhas vazias de um lado, duas do outro e três agulhas cheias no meio, entre elas. Tece duas carreiras.

Faz de novo: pega um pontinho da carreira anterior de cada lado de fora das sobrancelhas e preenche, deixando a sobrancelha com apenas uma agulha vazia de largura. Tece duas carreiras.

E faz isso uma última vez nessas sobrancelhas, fechando elas. Clica na foto que você vai ver que as duas últimas agulhas foram preenchidas por pontos da carreira anterior.

Daí começa a fazer novos olhinhos, intercalados nos espaços do meio.

Não está perfeito: acho que a distância entre os olhos deveria ser de 19 agulhas (e não 21, como eu fiz...). 

Também tem outra coisa: acho que as sobrancelhas deveriam começar na mesma altura que os olhinhos, assim ficariam mais perto deles (e se pareceria mais com o ponto da blusa original...).

Mas até que tá bom, prá um começo. E ficou um ponto lindo também, mesmo sendo diferente daquele que o inspirou.

E aí, diz prá mim: gostou? Então dá um Google + prá Dona Rosa, que ela fica feliz...



segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Totalmente dourada








Vários tons de ouro - linda, né?

E olha que ainda tem dessa cor na Aslan prá vender (bem AQUI). Tá R$2,99 o novelo, gastei 7 - mas valeu a pena, vocês não acham?

O ponto é simples: 7 pontos altos, 5 correntinhas, repete até o final. Começa com uma correntinha da largura que dê prá você.  Tá aqui a receitinha de mãe:



Nas diminuições é muito fácil, pois se diminui ou em pontos altos ou em correntinhas, mas tem um pulo do gato: tem que ter sempre ponto alto na beirada, mesmo quando já se arrematou 7 deles na cava e se começa a arrematar nas correntinhas. 

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Blusa com desfiados e spikes

Essa eu fiz prás minhas filhas, inspirada em uma blusa que eu vi em uma loja cara - mas usando lã de saldo.









A lã rende bem, com menos de 4 novelos foi feita a blusa - saiu por menos de 12 reais. Mas não gostei da textura - outras marcas são mais macias, essa Belli,da Purafibra (clica nela que você vai parar no site do Bazar Horizonte, onde vende ela) não recebe meu selo de aprovação... Paguei R$2,99 no saldão de verão, daí agora eles relançaram a R$7,50 cada - espero que a qualidade tenha melhorado... 

Mas vocês podem fazer com lã Cristal, vai pouco mais que um cone e a espessura é praticamente a mesma...

Os spikes foram baratinhos, 10 centavos cada. 

A blusa em si é bem rápida de fazer, pois o único trabalho é usar o transportador prá fazer os desfiados, que são feitos com agulhas fora do trabalho, como quando se faz barra doble, só que com mais agulhas.

Não precisa fazer raglã, pega aquela tua receita básica de pulôver sem acabamento e usa - ou faz agora pro calor, aproveitando os vazados prá dar um charme e economizar fio. 

Mas não esquece os spikes - tem de todas as cores, só metálicos, coloridos, neon e até os de strass (tudo lindo e sempre na moda, desde que usados sem exagero..).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...