Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Três peças por menos de 10 reais!


Continuando a mostra da moda maravilhosa da RJ Fashion Week, a estilista reclusa embora cercada pela realeza (Sua Majestade, o Príncipe da Macedônia, a Deusa da Beleza Eterna e a Princesa dos Elfos e Fadas - o patrão, o bambino e as duas bambinas... hehehe) mostra, desta vez, como fazer não uma - mas DUAS (cadê a terceira?) - peças de roupa superlindas com MENOS DE DEZ REAIS!!!!!

Isso mesmo: um retalho de tecido, parece chambray (brim fininho), mas contém um pouco de poliéster, que custou meros R$9,50 no Varejão Chaves, em Guarulhos. Porquê tão barato? Bom, ele estava dobradinho no balcão de retalhos, onde haviam muuuuitos outros retalhos dobradinhos, para serem melhor visualizados; além desse, comprei outros, paguei também uma merréca; estavam tão baratos porque, em alguns lugares do tecido, tinham pequenos defeitos: um rasguinho, um desbotado, uma mancha de tinta. Cada um deles tinha um probleminha... Mas, como os que eu escolhi tinham o tamanho relativamente grande, era só prestar atenção na hora de cortar e "escapar" dos defeitos!

Feito isso, rendeu: duas camisas iguais a essa (uma prá Lola, uma prá minha santa doutora Neusa - que Deus sempre a mantenha saudável e bem disposta prá ajudar muita gente... e um vestido de alcinhas prás bambinas, que dá prá usar sozinho ou com blusinha por baixo... Fazendo as contas, cada camisa saiu por uns R$2,50, o vestido uns R$4,00...

O retalho tinha quase 5 metros de comprimento - é pano prá caramba, até sobrou um pouco...

Parece até lorota, exagero de velha, mas não é! É só saber garimpar, bater perna - e se esforçar prá fazer o melhor. O fato de ter um pouco de poliéster não desmerece a peça, não: é só você olhar a etiqueta de roupas, em vitrines, que você vai achá-lo na composição de muitas peças - mas, por causa da etiqueta chique, ninguém tá nem aí...

Os botões dessa camisa são de uma roupa de grávida minha, que reformei, usei, já se foi com o tempo, mas os botões ficaram - testemunhas do meu cuidado com as coisas que tenho...

O molde do vestido fica pro verão - preciso passar ele pro sulfite, escanear, etc, etc.

A blusinha de crochê? Muito linda, "moléstia à parte", mas fica pro verão também a receita; só vou adiantar que usei 2 novelinhos de Camila Fashion, R$7,90 cada no Bazar Horizonte: uma linda blusinha rendada por menos de 16 reais (se bem que eu peguei uma oferta de 5 contos cada novelo - prá mim a blusa saiu por 10...).

Milagre das modinhas da minha janela...

Boas costuras!

4 comentários:

  1. Olá!
    Me identifiquei com seu site aqui em Curitiba também compro tecido ótimos por 2.99 o metro ponta de estoque, faço lindas peças pra mim sou fã dos vestidos tubinhos......o povo elogia muito não entendo quase nada de costura mais tirei molde de uma revista com meu numero e fiz muitos ja e tenhos bastante tecidos hoje procurando moldes de camisa feminina achei seu site estou maravilhada pensamos iguais....pra que pagar caro se com tão pouco fazemos muito.....parabéns de verdade suas peças são lindas isso que tenho uma maquina antiga singer acabamento sabe como é.....meio escondido rs kkkkk. Bernadete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não entende quase nada de costura"... Mas se vira bem, como eu! Adorei conhecer teu blog! Beijos.

      Excluir
  2. Oi Rosa, gosto muito do seu blog. bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...