Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Projeto Camisa de Flanela - Parte II

Juntando frente e costas da camisa:

Em primeiro lugar costurando as duas frentes na pala - ou "palas", pois são duas. É melhor assim, pois não fica aquela costura cutucando as costas: fica tudo embutido. 

Junta uma das frentes com a parte do ombro da pala que vai ficar no avesso da camisa - por isso é que tá "direito" contra "avesso".

Daí coloca por cima a parte equivalente da da outra pala (a que vai ficar no lado direito) - fica um sanduíche de palas, recheado pela parte da frente. Repare que no canto direito tem uma sobra de quase um centímetro: não esquenta com isso, acontece, a gente não é máquina, na hora de cortar se distrai com o feijão apitando no fogão e dá nisso. O importante é "casar" no decote e retirar o excesso de pano na lateral da cava (jamais no centro, onde fica o pescoço), assim não atrapalha na hora de colocar a gola.

Viu? é só ir dando uma cortadinha de leve na sobra até encaixar. Faz igual do outro lado depois. 

Ambas as frentes estão no "sanduíche" de palas: alinhave bem - nada de colocar alfinetes, você corre o risco de espetar o dedo e de as coisas saírem do lugar. Preguiça é feio. 

Assim fica o sanduíche visto do outro lado - só prá ressaltar...

 
Passa uma costura reta, largura de um pé de máquina, de um lado até o outro de cada ombro (dê uma reforçada no começo e no final de cada uma, prá não ficar esgarçando enquanto você manuseia a camisa que tá fazendo...). Eu uso a regulagem 2  e 1/2 na minha Janome 2008. Terminado isso apare quaisquer fiapos que estejam aparecendo, arranca o alinhavo e passa um zig zag na regulagem 1 do jeito mais largo que a tua máquina tiver - fica muito bom, bem fechadinho e bem acabado. Nem precisa overloque, que usa mais linha e fica mais grosso.

Agora temos que pregar a parte debaixo das costas (aquela que tem preguinhas) nas palas. Só que, como já tem as duas frentes pregadas nelas, dificulta um pouco... Eu faço assim (não sei como as outras pessoas fazem, ninguém me ensinou, imaginei que assim é que deveria ser feito...): eu pego cada uma das frentes e vou enrolando, igual a um rocambole, e prendo bem próximo da costura com um alfinete. Nas duas frentes eu faço isso: voltam a aparecer palas que eu quero pregar nas costas. Parece difícil, mas não é, é só questão de colocar na cabeça que precisa ser feito, então a gente faz.

Então vem a parte das costas (a foto ficou uma caca...). Por causa das preguinhas ela é mais larga do que as palas as quais ela vai ser pregada... Antes de simular as pregas, dobre ao meio e faça um pique.

Daí, com uma linha de alinhavo e usando as marquinhas feitas com giz de alfaiate bem nos lugares das pregas da camisa original faça uns pontos fixando as preguinhas, dos dois lados das costas.

Aí estão: duas lindas pregas, ambas viradas pro centro.

Enrolo as costas igual eu fiz com as frentes, parecendo um rocambole, começando na barra - porque ela vai ser costurada no meio do sanduiche de palas, então tem que encaixar ela dentro... Prendo com mais alfinetes - afinal ela tem mais pano.

Também fiz piques nas partes de baixo das duas palas, marcando seus centros. Sobreponho a parte das costas que vai ser costurada sobre a primeira pala, direito com direito

Alinhavo. Metade desse serviço já tá pronto, pode dar uma relaxada, parar de prender a respiração, suspirar um pouquinho ... "Mas por quê é que a senhora faz esses rolinhos com as partes da blusa, Dona Rosa? Não podia deixar os panos soltos dentro do sanduíche de palas?"... Podia. Mas aí você corre o risco de, na hora de costurar as palas, acabar costurando partes da blusa junto. Vai por mim e faz rolinho.

Daí eu pego a outra pala por cima de tudo e alinhavo no mesmo lugar. "Mas que provolone é esse, Dona Rosa???"... Nem me fale de provolone... Já comeu chips de provolone, bem fininho, parecendo batatinha frita? Ai, que fome... Ah, e isso não é provolone nada, é só a parte da frente e das costas da blusa a caminho de serem unidas em uma única peça, com algum talento e muita paciência.

Passe uma costura reta (reforçando o começo e o final com três pontinhos), tire o alinhavo, passe o zig zag (mesmo que vai ficar escondido eu passo zig nessa parte da camisa de flanela, prá evitar esgarçar o tecido com o uso...) e aí está o rocambole todo costurado.

Você desvira o trambolho pelo decote: enfia a mão com jeitinho (tomando cuidado prá não se furar com os alfinetes...) e puxa uma frente de cada vez e depois as costas.

E pronto! Fica essa coisa linda e maravilhosa, que só não tá perfeita porque eu não casei a estampa da pala com a estampa da parte de baixo das costas (vocês façam isso, se tiverem tempo... Fica mil vezes melhor e eu até faria, se não estivesse tão ocupada com coisas que eu vou tirar de letra, como sempre.)

Aqui estão as costas - desencontradas, mas ninguém em casa vai reclamar, pois os cabelões vão esconder (e ainda via levar um capuz, que vai esconder tudo...)

Abertinha olha como fica beleza - é nesse decote que depois vou ensinar a colocar a gola...

Detalhe: rebati a costura, tanto na pala quanto nos ombros - costura rebatida pro lado das costas, segurando as costuras internas com ela.

Na próxima postagem vamos continuar, fazendo os arremates das frentes e colocando a gola. Se der, também faço a abertura do punho...

Até lá e quem gostou deixa recadinho, que me faz feliz...

5 comentários:

  1. Rosa

    Que trabalheira preparar esse PAP hein? está de parabéns por tamanha boa vontade em ensinar. Agradeço por esta oportunidade.

    Esse post é daqueles que se lê ao mesmo tempo que pratica suas orientações. Confesso que li, tentei imaginar o processo acontecendo, algumas coisas embolaram entendimento, então concluí...para entender técnica é só na prática.

    Não prometo fazer agora pois estou numa fase apertada de trabalho, mas acompanhando seus posts-aula... vontade não falta.

    Espero que vc esteja melhor de saúde.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Rosa

    Esta semana comprei gergelim (do claro) e vou fazer somente agora aquela sua receita do GerSal que vc me ensinou a alguns meses atrás.

    Demoro mas faço...rsrsrsr

    Parabéns pelo livro que vc ganhou através do site da Dra.Cristina.
    Livros depois de meus filhos e marido são a melhor companhia para mim. ADORO!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Uma misa de flanela sempre é bem vinda eu amo. Adorei teu pap. Bj otima semana

    ResponderExcluir
  4. Rosinha querida, na minha imensa ignorância misturei doçaria com costura ... não entendi nada! Mas o que eu me diverti com a tua aula!!!! Maravilha de texto!
    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
  5. Rosa você mostrou muito bem como costurar "dentro da pala"!! Nunca fiz esse tipo de camisa, nem sei se teria pensado em fazer assim, adorei a explicação. já tinha feito isso no forro de calcinha, mas quebrei a cabeça prá descobrir como fazer rsrsrs. Esperando a montagem da gola...
    bjss
    Luci

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...