Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Cacharrel básica





São uma "mão na roda" nesse inverno, fala a verdade... Você usa com uma outra blusa aberta ou fechada, mais grossa, por cima, ou uma jaqueta, um casaco... Fica bonita e quentinha e nem de cachecol precisa, pois o pescoço tá protegido...

É fácil de fazer, se você tem máquina de tricô com frontura - pois precisa ser bem elástica, já que é uma blusa prá ser usada assim, justinha. Mas até dá prá fazer só na máquina, pulando agulhas - uma hora dessas, se o tempo der, quem sabe eu faço uma...

Essa levou menos de 300 g de lã 2/28, comprada a 37 reais o cone de 1,100 kg na Lãs Formosa - o que dá um custo de... Ai, conta ruim de fazer... Menos de 10 reais. Tá bom, não tá? Dá prá ganhar dinheiro - se você vender cada uma por uns 50 contos, não dá prá ficar rica, mas dá prá comprar os teus creminhos da Avon e ainda manter a geladeira abastecida...

É um manequim elástico: serve tanto se você veste 40 ou 42 (igual minha Naninha, nessa foto) quanto manequim 46/48 - fica mais "recheadinha", mas ainda cumpre seu papel.

Receitinha de mãe:


Um esclarecimento: eu sou perfeccionista, não sei se vocês já perceberam. Eu gosto das coisas bem feitinhas, com um bom caimento no corpo. Até dá prá fazer essa bluca sem cava e com a manga reta - que dá menos trabalho. Mas o recorte que tem nas cavas da frente e das costas, mais os arremates feitos na manga dão esse caimento ideal, que uma malha reta não tem. Além disso tem a gola: você que faz tricô prá vender vai achar que não compensa fazer a blusa do meu jeito, pois tem que saber usar uma agulha de tricô manual prá arrematar a gola. É que eu fiz ela bem justinha ao pescoço e, com isso, a abertura é exígua: se você tá acostumada a arrematar tudo na máquina, que é mais rápido, vai achar difícil depois fazer a blusa passar pela cabeça... Se for esse o caso, faça o decote maior: ao invés de 30 pontos no centro, faça 34 ou 36 e - os ombros ficam mais estreiros e a abertura da cabeça fica maior. Mas eu acho que compensa perder 20 minutos do teu tempo prá fazer o arremate da gola à mão - fica delicado e muito bonito...

Uma dica valiosa: se ao invés de fazer com lã 2/28 você usar lã Cristal, vai obter uma cacharrel prá alguém de manequim maior, até mesmo um homem - que a receita é unissex. Mas tem que mudar a regulagem: barra faz na reg. 4, corpo da blusa na reg. 6 ou 7. Vai ficar uma blusa tamanho maior - daí você faz preta e dá pro teu marido, pro filhão, pro papito... Ah, nesse caso, vai precisar de 2 cones, e vai sobrar lã prá fazer um gorro - faz conjunto...

Sabe, quando eu trabalhava fora eu tinha uma amiga chamada Cidinha que adorava blusa de gola alta. Daí ela tinha uma vizinha que tinha máquina de tricô, que fazia prá ela só as golas altas, com uma pala ligada nelas. Ela colocava qualquer camiseta hering, vestia a tal gola, colocava um casaco ou uma jaqueta por cima - e todo mundo pensava que ela tinha toneladas e toneladas de cacharréis, mas eram só golas... Dizia que usava mais por beleza do que por frio mesmo e que assim era mais barato, a vizinha fazia prá ela com sobras de lãs... Tinha de tudo quanto é cor, amarela, laranja, azul petróleo... 

Além de prática, é também é uma boa ideia pros dias de hoje, nos quais se vende tanta gola no lugar de cachecol...

Agora retornando ao assunto da postagem passada - a tristeza. Quero agradecer a todas as amigas que se preocuparam comigo, mas asseguro que estou bem. Tristeza faz parte da vida, faz parte do crescimento. Uma pessoa que nunca fica triste com certeza tem algum problema de percepção da realidade, eu acho... Porque mesmo se tudo estiver bem na tua vida, dentro da tua casa, você faz parte do mundo: não dá prá desligar a televisão, deixar de atender o telefone e à campainha. Não dá prá fechar a janela e a cortina: o mundo te afeta enquanto você viver nele. Até Jesus - que era Jesus - ficou triste e chorou. Ele sabia que ia ressuscitar Lázaro e, mesmo assim, chorou: acho que ele sentiu a tristeza das pessoas à sua volta e, por empatia, sofreu junto delas...

No meu caso são coisinhas pequenas e também coisas grandes: dificuldade de relacionamento com pessoas que eu amo demais e que são duras de se conviver (graças a Deus tudo está sempre bem da minha porta prá dentro...). Sabe aquele parente que você tem que é difícil, que você ama mas tem consciência de que, se não tivesse o teu sangue, se fosse uma pessoa estranha, jamais seria do teu círculo de amizade? E por causa desse parentesco você ama, quer ajudar, mas cada um toma o rumo que bem entende na vida... A cabeça de cada um pensa o que quer, interpreta como bem entende e acaba soltando faísca por qualquer bobagem... Deus tá vendo e o tempo conserta, eu acho...

Daí neste inverno não vamos viajar de férias, como de costume. Nossa cachorrinha de quase 16 anos, a poodle, adoeceu gravemente: gastroenterite bacteriana. Não está se alimentando... Tivemos que alojá-la longe da outra, estamos levando no veterinário todo dia fazer um tratamento na veia, com soro, prá recuperar os rins dela, que foram afetados na infecção - e a doença dela é que é o problema grande, que me dá mais trsiteza - o resto é tudo coisinha de nada. Por causa da minha bichinha é que eu tenho chorado muito, pois a fragilidade dela me corta o coração e me assusta... Várias vezes ao dia eu limpo o local onde ela fica, tento dar comidinha na boca - e, aos poucos, me parece que ela está se recuperando. Devagar, pois ela é muito velhinha... 

Enfim, ainda não inventaram coisa melhor prá distrair a cabeça da gente do que trabalho - e isso não me falta aqui em casa. Trabalho com oração - pois se eu não estou contando pontos, estou conversando com o Pai...

Acabei um xale ontem prá mim, faltam os retoques finais em crochê e, se Deus quiser, logo eu mostro. Então não se preocupem: devagarzinho e sempre eu vou caminhando, igual todo mundo (com vocês também é assim, tenho certeza...).

9 comentários:

  1. Rosinha, essa blusa está espantosamente bem feita. É inacreditável! Acho maravilhosa, digna de uma marca (griffe) caríssima.
    És mesmo talentosa, minha querida!
    Um grande beijinho da Nina

    ResponderExcluir
  2. Ai Rosinha, entendo a tristeza com a sua cachorrinha...eles são como filhinhos da gente também...espero que ela se recupere.
    O resto a gente dá um jeito....
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Rosa, filhinhos peludos doentes também acabam comigo!!! Por mais que eu faço e cuido, não me conformo com o sofrimento deles...mas faz parte da vida, da nossa e das deles também.
    Agora, essa cacharrel, que perfeição hein? Já fiz algumas á mão, não ficam tão delicadas, mas ficam belas. Só que agora quem diz que eu consigo usar alguma coisa perto do pescoço? Dá um calorão!!!
    Espero que sua peludinha fique boa, e você também!
    beijoss

    ResponderExcluir
  5. Olá Rosa querida!
    Fiquei triste pelo seu bichinho!Mas papai do céu vai ajudá-la a ficar melhor!Amei a blusa,super linda e ainda mais que a modelo valoriza!
    Parabéns por todo o seu talento!
    Que Deus te abençoe sempre!
    Com amor...Cristina Peres RJ

    ResponderExcluir
  6. Rosa, rosinha,

    Vi sua postagem anterior, recheada de modelitos!!

    Que dom bonito! e eu prometo não contar pra ninguém do furinho...hehehe...brincadeirinha...

    Suas roupas são sempre muito bonitas e agradam a família toda...acho que você podia ser modista...não sei como se fala hoje em dia...sabe...quem desenha e faz... você tem bom gosto e talento!

    Ahh, não fique muito triste pelos outros...ás vezes as pessoas não querem nossa aproximação nem ajuda...

    Lãs Formosas? Moro pertinho, pertinho...kkkk...se caprichar vou a pé...kkkk...Não frequento as aulas que eles oferecem pois tem uma multidão de mulheres e eu sou bem lenta na aprendizagem...preciso quase de exclusividade...kkkk...

    Ah, amiga, tadinho da sua pequena.

    Sei o que vocês estão passando...envolve os sentimentos de todos, ficamos abalados, porém, coloque nas mãos de Deus.

    Toda criaturinha é dele.

    Estimo que ela fique boazinha logo e fique muitos outros dias alegrando a ti e família.

    Eu estou aqui com minha Flor já com quase 13 anos.

    Ela já está apresentando problemas na locomoção...olho para ela e meu coração entristece...

    A vida é assim...façamos o melhor possível para eles!!

    Tenho certeza que eles recebem toda nossa energia de amor!

    beijinhos, querida, tenha um ótimo final de semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Oie,é a primeira vez que visito seu blog e adoreiiiii,já estou te seguindo,bjssss

    ResponderExcluir
  8. ELEGANTE y cómodo. Me gusta el resultado, perfecto.
    Un beso.

    ResponderExcluir
  9. Rosa...um apeça bem charmosa...na elegância do esquema...do modelo e da cor! Parabéns amiga! Bom domingo!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...