Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Lixeirinha prá carro



Ou - no caso do Marildo... - porta-moedas (prá ele entregar prá quem pede nos faróis...).

Vamos direto pros finalmentes:

Dois pedaços de tecido medindo 52 cm por 21 cm. Podem ser diferentes, podem ser duas peças formadas por retalhos que você mesma emendou. Um pedaço de manta acrílica medindo a mesma coisa, prá ficar dentro dos dois retalhos de tecido. Reparem que eu dei uma arredondada em uma das pontas - é a parte que vai servir de alça prá lixeirinha.

Dei uma matelassada na peça, prá unir todas as partes que estavam em sanduiche (tecido-manta-tecido).  Uni as três peças, alfinetei em vários lugares e, com a velha fita crepe, fiz a guia das costuras. Quando fui chegando perto dos alfinetes eu movia eles de lugar.

Matelassei de um lado, matelassei do outro. Ou "quiltei", como se diz hoje em dia...

Tudo matelassado, tirei as rebarbas que ficam dos lados, prá ficar tudo limpinho. Diminui quase 1 cm no comprimento e na largura - faz parte. Se a manta fosse adesivada isso não acontecia....

Agora o acabamento da "boca" da lixeirinha. Na parte que eu não arredondei eu passei um viés (comprado pronto)  com uma costura no avesso da peça.

Virei pro lado certo...

e passei uma costura, assentando o acabamento.

Fica assim - bonitinho.

Agora vem a parte de abrir o buraco que serve de alça prá lixeirinha - que a gente enfia no câmbio do carro. Cortei no olhômetro, dobrando a parte arredondada ao meio. 

Ficou assim a abertura.

Pelo centro dela, na parte de baixo, eu começo a aplicar novamente o viés, começando uns 5 cm depois do começo do viés. Vou costurando devagarinho, seguindo a linha arredondada do canto. Melhor é alinhavar - mas eu fiz meio na pressa, a outra lixeirinha se perdeu na revisão do carro...

Quando tava chegando perto de onde começou eu parei, medi mais-ou-menos onde as duas partes iam se encaixar e cortei.

Costurei, dando uma emendada básica... Nessa hora, prá caprichar MESMO, corte e emende na diagonal que fica mais bonito, não aparece a emenda...

Virei pro lado certo e rebati a costura.

Tá quase acabando: resta fechar a lixeirinha. Dobrei a parte que serve de "boca" da lixeira prá cima.

Aí que eu me dei conta: fiz uma burrice!!! Meu tecido tinha, em um dos lados, um "talho" feito com tesoura quando fiz uma roupa com o mesmo, tempos atrás... Com ele fiz uma camisa e um vestido - estão em postagens bem antigas do blog... Eu tinha dado uma cerzida meia-boca e pretendia que essa deslizada ficasse no avesso - mas acabei pregando o viés do jeito errado - meléca! A pressa é mesmo inimiga da perfeição...

Improvisando: preguei 3 botõezinhos bonitinhos prá esconder o cerzido - e acabou dando um charme...

Não ficou uma gracinha? Parece até proposital...

Dei uma fechadinha de leve com zig-zag na largura 3 nas duas laterais...

E apliquei viés no avesso, começando na base da lixeira. Deixei 1 cm de sobra, prá depois dobrar prá dentro.

Costurei em toda a volta, acompanhando o contorno.

Virei pro lado do direito, dobrei a sobra de 1 cm...

Acomodei o viés... Rebati a costura...

E está pronta a lixeirinha!!! O Marildo adorou, já encheu de moedas dentro...



Você pode usar essa técnica prá fazer maior e usar como sacolinha de compras - ainda mais agora que os super-mercados pretendem voltar a cobrar pelas sacolinhas plásticas...

Fácil de fazer, econômica, um jeito de aproveitar retalhos e ganhar um dinheirinho - quem tem carro vai adorar ter uma (leva no trabalho e vende prás colegas, oferece prás vizinhas, prás parentas!!!), prá manter o caos sob controle.

Ó, vamos dar uma calculada: 1,50m x 0,50 de manta custa em torno de 10 reais (adesivada, no Bazar Horizonte), mais 2 m de tecido - dependendo do lugar (como no Varejão Chaves...) você consegue comprar na banca de retalhos por até 5 reais... Em cada lixeirinha você usa 40 cm x 52 cm (se o tecido tiver 90 cm de largura, dá prá fazer 4 lixeirinhas com cada metro - com 2 você faz 8 delas...). Mais o viés que é baratinho: se você cobrar 10 reais cada lixeirinha, vai tá lucrando que é uma beleza...

Tá esperando o quê prá mandar brasa nas lixeirinhas neste final de semana? Segunda feira você pode começar a semana com o pé direito, ganhando dindin...

7 comentários:

  1. Querida uma dessas no meu carro is ficar
    suer chic ,gostei da cor e vc sempre com bom gosto

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  2. Ai, que "fofis" a lixeirinha para o carro do Marildo!

    No ano passado, eu fiz uma (claro que com orientação da professora de patch, e presenteei um amigo querido).

    Se eu tivesse esse PAP tão bem explicadinho, teria seguido sem erros.

    Parabéns, Rosa, rosinha...adorei o PAP.

    Agora, vender...kkkkk...não nasci para ser artesão...faço um ou dois e já não quero fazer mais igual...kkkk

    Rosa, rosinha, um excelente final de semana para você e linda família, com muita paz!

    beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  3. Rosa...de uma verdadeira artesã como você...só podia ser uma beleza como esta!
    Gosto do tecido e do modelo! Um belo de um domingo!!!

    ResponderExcluir
  4. Rosa, querida, que ideia ótima essa de colocar fita crepe? eu costumo riscar com sabonete, mas quando o tecido é claro, fica difícil. Mais uma que aprendo. A ideia do picles também ótima.
    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...