Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quarta-feira, 18 de março de 2015

A bolsa que eu falei...

Que eu fiz prá minha Nanam levar os livros prá faculdade:



Aprendi a fazer neste vídeo aqui:



E tem as medidas das partes no site da artesã Paula Piai, Juju Tetéia. O vídeo é super explicado, facílimo de entender. Se vocês quiserem se aventurar a fazer uma primeira bolsa, que seja fácil e que, ao mesmo tempo, fique linda, tentem essa.

Minhas modificações:

Primeiro eu não fiz de tecido - usei corino. Achei que assim ficaria mais forte prá aguentar o peso dos livros e apostilas pesadões que minha Nana leva todo dia... O corino eu comprei um retalho no tapeceiro perto de casa -o mesmo onde o Marildo comprou o retalhão prá fazer a pet-escada... Só que, enquanto ele cobrou um preço ótimo pro Marildo,  me achou com cara de rica e quis me fazer de boba - pode uma coisa dessas? O retalho que eu comprei era 1/5 do tamanho do bege, media 1 metro por 46 cm e ele queria me cobrar 20 reais!!! Eu fingi me interessar por outras coisas, fui perguntando preço aqui e ali, dizendo que achava que valia mais a pena comprar tecido mesmo e, no final, ele foi abaixando o preço até chegar em 10 reais - o que também achei caro, mas me apaixonei pelo corino, então levei.

Segundo: eu não achei meus botões imantados prá por no bolso da frente, igual a Paula Piai ensina, então, como eu tinha zíper de sobra, abusei deles...

Terceiro: dentro da bolsa eu fiz compartimentos prá guardar coisas como celular, carteira, necessaire...

Vamos lá ver minhas modificações:



O centro da parte da frente eu cortei quatro pedaços de tecido: dois quadrados de corino de 24 x 20 cm - para o centro da bolsa, onde vai o zíper e dois retângulos de  11 x 39 cm para as laterais. Cortei um pedaço de brim preto de 24 por 20 prá parte de baixo do bolso, a parte que realmente é utilizável. Preguei o zíper igual sanduiche na parte de baixo de um dos lados do zíper, rebati a costura e depois preguei na parte de cima, também rebatendo a costura.

Feita a parte central da frente foi só pregar as duas laterais e também rebater a costura. Segui fazendo frente e costas da bolsa como a Paula ensina, pregando a manta acrílica com zig zag em toda a volta delas.

Na hora de pregar as alças - que foram feitas de brim preto com a alça de cadarço de 4 cm de largura por dentro, prá dar corpo - eu costurei duas vezes, que é prá alça não descosturar. 

Dentro da bolsa: numa das partes eu fiz um bolso com zíper, medindo 25 x 22 cm. O zíper foi de 18 cm.

Medi e marquei o tamanho do zíper (só a parte que abre) e costurei a primeira parte do bolso, contornando o risco do tamanho do zíper.

Cortei uma abertura, dando piques nos cantos. Ah, tudo isso foi feito do direito, da parte que vai ficar prá fora, aparecendo o zíper. Daí a gente aproveita a abertura e põe o bolso prá dentro.

Virada a parte do bolso prá dentro eu dei uma passada à ferro e encaixei o zíper - viram como ficou bonitinho?

Alinhavei, costurei...

Fica assim do avesso - feio, né? Mas não vai aparecer, vai ficar escondido. Hora de juntar o forro do bolsinho...

Juntei a outra parte, alinhavei...


Daí é só costurar todo o contorno e depois fazer zig zag, sem esquentar muito com a aparência pois vai ficar por centro.

Testando, testando... Abriu!

Fiz igual minha mãe fazia bolso embutido em calça - me lembro de espiar ela fazendo quando eu era pequena e achar mágico...



Depois, no outro lado do forro, peguei um pedaço de 39 x 45 cm (do exato tamanho da bolsa), dobrei no meio, prendi com alfinetes, prendi no forro com zig zag e fiz duas costuras prá dividir compartimentos: mais 3 bolsinhos internos, bem funcionais. Costurei nas marcações feitas com giz usando zig zag bem miudinho.

De resto foi só seguir a montagem do vídeo - Ah, como eu fiz a bolsa misturando corino com brim preto eu achei de inventar um enfeitinho, então prendi duas tiras do lado de fora, uma acima e outra abaixo do zíper e enfeitei com pequenos spikes prá dar um charme...


Dentro da bolsa ficou assim:

Conselho de quem sabe: costurar corino em máquina doméstica usando junto forro de brim e manta acrílica é só prá quem tem máquina topa-tudo como a Janome 2008 (que aguenta até 9 camadas de jeans), usando agulha 14 ou 16, muita paciência e muita coragem, porque é difícil!

Gastei: 3 zíperes - nos quais paguei 5 reais nos três (dois grandes prá fora e um pequeno prá dentro), 1 m de manta acrílica (7 reais - mas não gastei toda), o pedaço de corino (10 reais), 3 m de cadarço de algodão de 4 cm de largura (4,50 reais) e quase um metro de brim preto (6,50 reais). E linha preta, obviamente. 

Menos de 35 reais pela bolsa - bom demais, né?

Na sua primeira tentativa faz de pano, assim você não desanima.

Já tenho outra planejada, encaminhada dentro da minha cabeça - só falta arrumar tempo...

7 comentários:

  1. Rosa...aposto que tenha sido um sucesso pois é maravilhosa!!!
    Bj amigo

    ResponderExcluir
  2. É tão gostoso fazermos algo que nossos filhos usam e adoram,né?
    Parabéns, ficou perfeito.
    Bjus e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Rosa, ficou linda!
    Também adoro bolsas cheias de compartimentos para guardar tudo organizadinho.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Rosinha, ficou linda a bolsa, económica e feita por nós é outra coisa,
    beijo amiga

    ResponderExcluir
  5. Muito show! Amei!
    Na 25 de março tem a Ambar, acho que você deve conhecer, lá tem os tais fechos imantado, comprei no final do ano passado um pacote com 20 unidades (lá só por pacote) por apenas 4,90.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Rosa, falei do seu blog hoje!
    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...