Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Sábado e domingo passado...


Enquanto vocês curtiam um cineminha com seus "marildos", torravam seus corpinhos na praia ou seus milhões no shopping, esquiavam em Bariloche ou almoçavam com seus bambinos, lá estava eu, "tirando água de pedra" - ou, mais precisamente, construindo uma escada!

Chegaram as camas novas que meu filhão comprou prá gente - daquelas camas box (com espaço de sobra prá gente guardar tranqueiras, fazer sumir da nossa frente aquela trouxa de roupa que a gente não quer passar tão cedo, esconder as linhas que a gente comprou de saldão e não quer que ninguém veja...) super gigantes, ultra fofas e confortáveis...

Um gasto absurdo, feito com o primeiro salário dele, tudo por amor à família - quer todo mundo dormindo nas nuvens, esse meu lindo rapaz...

Mas aí veio o problema: como é que nossa cachorrinha ia agora subir nas camas na hora de dormir? 

Era óbvio que precisávamos de uma escada - uma pet-escada, como chamam por aí. Pesquisei preços na internet e, de cara, fiquei decepcionada: a mais barata que eu achei custava em torno de 130 reais, mas o tamanho não servia. Todas elas tinham uma altura que era pequena demais prá alcançar a altura da cama - a cachorrinha ia precisar, no último degrau, dar um salto enorme e, medrosa do jeito que ela é, aí residia o maior problema.

Contatado um dos locais que fazem as tais escadas, descobri que, prá que ela fosse feita na medida que eu queria, ficaria mais de 300 reais...

Sábado, então, eu fiz assim: fui ao sacolão comprar frutas e verduras e solicitei que as mesmas fossem acondicionadas em caixas de papelão vazias. 

Na saída de lá fomos até um tapeceiro (desses que reformam sofás) e compramos um retalho de corino (medindo 3m x 1,20m - paguei 30 reais). 


Primeiro passo: testei de que forma a escada devia ficar, quantos degraus devia ter. Resolvi que uma caixa deitada e outra de pé, fechadas com a tampa, serviriam como base e parede - e uma caixa de linhas compradas pela internet seria o degrau do meio. Colei tudo com cola branca e dei uma segurada com fita crepe, pois a cola fica escorregando enquanto está úmida.

Ficaram alguns desníveis - principalmente no que diz respeito à tampa das caixas de fruta, mas não era prá colocar numa vitrine mesmo, então não me preocupei com essas ninharias...


Tudo acertado, reforço 2: jornal picado e cola branca diluída 1/2 a 1/2 com água. Papel-maché é mesmo uma técnica mágica prá gente fazer uma porção de coisas gastando pouco, pois cola branca é barata e jornal velho iria pro lixo mesmo...

Só fiz uma camada de jornal, prá solidificar as caixas entre si. Se minha cachorrinha fosse maior ou mais gordinha o ideal era fazer umas três ou quatro camadas, o que iria conferir peso e firmeza de madeira à escada - mas, como ela é levinha, uma camada só bastou.

Esperei secar - e lá se foi o sábado...


Domingo à tarde e lá fui eu por de novo à mão na massa - as crianças saíram de casa, o Marildo tava tirando um cochilo e eu fui atacar o retalho de corino...

Deitei uma lateral da caixa e copiei seu contorno.

Fiz a mesma coisa do outro lado...


Cortei com 4 cm a mais em todo o contorno lateral. Passei cola na peça, apliquei o corino, dei uma fixada provisória, bem meia-boca mesmo, com alfinetes de costura.


Prá fixar melhor eu comecei usando pedaços de feltro auto-adesivo, que tem uma cola bem forte: desisti. É um troço caro e que pode ter utilidades melhores do que ficar escondido colando uma escadinha... Usei e abusei da fita crepe, que é barata e eu tinha de sobra.

Fiz a mesma coisa do outro lado...

Daí peguei aquela parte cortada à mais, enchi de cola na escada...

E muita fita crepe!


Ficaram assim as laterais da escada. Quando a cola seca, fica beleza. Mas, se querem uma dica, usem dois tipos de cola: a branca prá fazer a papietagem com jornal e a de isopor prá fixar o corino, é bem mais resistente. 

A lateral não ficou bonita? Bem certinha, eu achei...


Medi toda a parte superior da escada, prá cortar uma faixa única - assim não teriam emenda nos degraus. Prá minha sorte o retalho era bem comprido... Passei bastante cola, dobrei uma beirada de cada lado prá dentro e fui colando, fixando bem por fora com mais fita crepe.

Ficou assim - e as tiras de fita crepe permaneceram aí por um dia inteiro...

Como eu passei bastante cola em cada degrau tive que colocar uns livros prá fazer peso e grudar o corino no jornal, senão ia ficar com ar dentro e, a cada vez que a cachorrinha subisse, ia ser estranho, o ar ia escapar igual bexiga furada...

Tiradas as fitas crepe eu dei uma segurança na forração com taxinhas que a Lola me trouxe. Embaixo colei uma tira medindo 30 por 70 cm - com um restinho de cola de isopor que eu tinha em casa. Foi aí que eu percebi que essa cola teria sido ideal, fixou o corino que foi uma beleza...
 



Espia ela no pé da cama: testada e aprovada pela Trubufu, que agora pode subir e descer sem se machucar.

Ah, por favor não reparem no lençol: agora que a cama é queen size eles ficaram pequenos, uma hora dessas vou ter que fazer novos...

Assim eu fiz a minha escada, na qual eu gastei: 30 reais de corino (se você forrar com tecido sai mais barato...), 1 kg de cola branca (que tava com a data vencida, perdida e esquecida no meu armário  de bagunças artesanais e que você paga 16 reais na Kalunga...), 1/2 rolo de fita crepe (no qual paguei 4 reais) e as taxinhas bonitinhas (10 reais - achei caro, dá prá comprar mais barato em lojas de ferramentas, aquelas que não são esmaltadas...). Menos de 60 reais na minha escadinha!

Dá prá fazer e vender? Eu não, de jeito nenhum. As compradas prontas são mais bonitinhas, vem forradas de pelúcia, tem medidas certas, armação interna de madeira... A minha tá estilo gambiarra, mas até que ficou charmosa...

Agora surge o problema: vou ter que fazer mais três, prá colocar junto às camas dos filhos... É que a nossa pequena é nômade, uma beleza itinerante - não sossega, tem que ficar vagueando à noite pela casa, dividindo a gostosura dela com todo mundo.

Haja caixa de fruta!...




As dimensões finais da minha escada foram estas:


6 comentários:

  1. Rosa, querida, só você para inventar essa solução! E não é que ficou perfeita?
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. QUE BUENA!!!!!
    ME ENCANTA UNA LINDA SOLUCION .Y QUEDA PRECIOSA.
    SALUDITOS

    ResponderExcluir
  3. Rosa

    Que trabalheira!! mas valeu a pena, ficou ótima, útil e mais em conta.
    Você é muito criativa. Parabéns.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Rosa, aqui em casa tem escadinha em todas as camas também! Mas minhas camas não são tããão altas, então eu usei blocos de espuma, feitos com duas camadas coladas de um colchão antigo, e que depois forrei. Funciona bem, viu, até amortece o pulo, hehe. A sua ficou um luxo só!! a Pequena merece!
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Rosa você é demais! Muito boa essa escada...você tem muito carinho por seus bichinhos, que lindo! Deve ser uma delícia essas camas!
    bjs Nina

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...