Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Bolo Saudável

Taí, Fatinha querida: até o título da postagem eu copiei (como se não bastasse copiar o bolo...).


O que dizer desse bolo? Primeiro de tudo, é gostoso. Muito gostoso. Sabe aquele bolo que parece comprado pronto, que não parece que foi você que fez porque é diferente de tudo? Pois é esse. 

Parente distante do Bolo Inglês, primo rico de segundo grau do panetone, aquele lá que a barrinha de cereal quer ser quando crescer - porque lembra um pouquinho de cada, mas é melhor.

Não leva açúcar - nem refinado, nem mascavo, nada! - não leva nenhum tipo de gordura - nem manteiga, nem margarina e nem óleo! - e não leva farinha de trigo (muito embora eu tenha feito uma experiência científica nesse sentido - mais prá baixo eu conto...).

Olhando assim, parece um bolo comum, não é? Mas tá disfarçado, pros paparazzi não atormentarem ele...

Daí, você corta as fatias:


Então você dá uma mordidinha, mastiga bem, fecha os olhos e fica se deliciando com cada sabor que vai inundando tua boca, o doce na medida certa, as frutas secas reidratadas pelo calor do cozimento e pela umidade da única fruta fresca que vai na receita: banana nanica!

Eu peguei a receita no blog da Fatinha: Costurar e Renovar - um blog cheio de dicas repletas de sabor e bom senso, tanto no que diz respeito a costura quanto a culinária e administração de tempo e recursos - passa lá e fica seguidor (eu sou...).

Devo só acrescentar mais algumas coisas: também fiz com farinha de trigo integral no lugar da farinha de aveia e deu certo - ficou mais seco, mas ainda muito saboroso. É o favorito aqui de casa agora, minha Nana leva todo dia um pedaço pro lanche da tarde, lá na faculdade.

E também experimentei fazer com maçãs, que estavam ociosas na geladeira - mas como não são tão doces quanto as bananas maduras, acrescentei 4 colheres de sopa de açúcar mascavo prá dar a requipimpada no sabor doce - e todo mundo aprovou.

Usei 100 gramas de cada uma dessas frutas secas: uvas passas brancas sem sementes, uvas passas escuras sem sementes, ameixas secas sem caroço, damasco seco, castanhas do pará. Variei as frutas secas, uma vez usei amêndoas, de outra nozes, outra vez usei castanha de caju. Meu favorito foi o de castanha do Pará.

Faz que é gostoso, saudável, não tem glúten (se feito com a farinha de aveia) e mata aquela vontade bandida de comer doce.

Obrigada, Fatinha, por algo tão bom!!!

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom, Maria da Graça querida. Espero que você um dia faça, vai adorar. Beijos!

      Excluir
  2. Rosa

    Ficou ótimo o seu bolo, deu-me até água na boca quando o vi.
    Já fiz 100% com farinha de trigo e também metade com farinha de trigo e a outra com a de aveia. Tanto um qto o outro ficaram ótimos mas ainda prefiro a 100% fibra, ou seja, feita com farinha de aveia, sacia mais e por mais tempo.
    Fico feliz em ver que você fez um dos meus bolos preferidos e que a sua família aprovou.

    Estou um pouco "sumida" mas é por causa de muito trabalho, graças a Deus!!

    Bjssss e até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei como é que é, quando eu trabalhava fora também era muito difícil conseguir arrumar tempo prá tudo o que eu queria fazer... Mas o importante é que está meio sumida, mas se lembra das amigas. Beijos, minha querida e muito obrigada por arrumar um tempinho prá mim!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...