Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 24 de março de 2014

Trapilhooooooo!


Pois é: o que era material prá suprir necessidades básicas na minha infância - como fazer tapetes e cobertas sem gastar um tostão, usando sobras que iam pro lixo de uma malharia perto de casa - hoje se tornou um sonho dourado...

Primeiro eu vi no blog da Nina (O Meu Pensamento Viaja) - ela fez essa bolsa azul linda aqui:

E se a Nina faz, pode crer que tá na moda. Ou vai ficar na moda. Eita mulher chique, já viajou o mundo inteiro mais vezes que o ex-presidente Lula, conhece tudo (e tem um bom gosto de fazer inveja a uma pobre provinciana como eu...). Fala a verdade: que luxo de bolsa, não é mesmo?

Daí ela menciona o blog de onde ela pegou a receita da bolsa - que eu "paxonei", quero taaanto fazer...

É o blog EU TAMBÉM CROCHETO, da Helena. Deixa eu falar: duvido que exista no mundo inteiro e até em algum universo paralelo alguém que entenda mais de trapilhos do que ela - visita o blog prá ver só:

Ela faz bolsas lindas...


Toalhas:

Tapetes:




PANTUFAS!!!



Essas são somente amostrinhas do que tem lá: ela esbanja talento e criatividade e TUDO tem receita grátis!

Então, lá estava eu, obcecada, querendo fazer, achei o tal trapilho prá vender no Bazar Horizonte. Só que, antes de sair comprando, torrando o cartão do Marildo, pensei assim: "Eu tenho um montão de sobras de malha, dos vestidos, cuecas e calcinhas que andei fazendo... Vou fazer meu próprio trapilho prá experimentar!"

E lá fui eu cortar e emendar tirinhas de malha... Dá trabalho, não pensa que é fácil - tem que manter a mesma espessura sempre... E pior: não se escapa dos nós. Prá não ficarem muito salientes, aparecendo tanto e deixando "bigodinhos" prá todo lado, eu fiz assim: um furo na ponta de cada tira, daí enfio a tira nova e passo ela pelo mesmo buraco, bem assim:

Corta as tiras de malha na mesma largura
 
Dá um pique com a tesoura nas duas pontas de cada tira - não muito grande, porque estica e vira um buracão.
 
Passa a ponta de uma das tiras por dentro da outra

E por dentro da tira que você acabou de passar pelo buraco, passe a outra ponta dela mesma, fazendo um círculo.

Daí você puxa com carinho e o nó fica assim: economiza tecido e não fica nem caroço nem bigode de emenda.

Fica mais fácil vendo o desenho no Paint que eu fiz:



Então, feito isso, enrolei as bolotas de trapilhos e fiz uma pantufa (prá esquentar meus pezinhos velhos e cansados...) e um cestinho, bem básico, prá sentar no sofá fazendo um crochê ou uma costurinha.

E eles ficaram assim:


Não, não! Isso é um bolo que deu errado!


Vixe! Tá até parecido, mas não - isso é arroz queimado...


Na-na-ni-na-não! Isso se chama carne isturricada!


Credo! É feijão que queimou na panela - (mas até que lembra um pouquinho...)!

Cá estão - as experiências fracassadas números 2.456.789 e 2.456.790:




"Que lixo, Dona Rosa!

"Meritíssimo, eu protesto! Em minha defesa quero argumentar que tenho artrose nos dois polegares. Além do mais, deve-se levar em conta que meu trapilho não é lá essas coisas, é caseiro e cheio de emendas..."


E se posso acrescentar algo mais, desta vez em defesa das peças em questão, as pantufas ficaram deliciosas de vestir (massageiam a sola do pé que é uma beleza) e não escorregam - fiz a prova dos patins no piso: na frente dos meus filhos (incrédulos!) eu simulei que estava patinando e não escorreguei (mas quase que eles passaram mal, de tanto rir de mim - coisas ruins!). 

Mesmo assim, só me deixam usá-las na parte de baixo da casa - nada de subir escadas...


E o cestinho todo deformado - meu Quasímodo...- tá com uma costurinha dentro - um vestido que tô fazendo pro aniversário da minha Lola, que é sábado. 

Duas obras feiosas, mas úteis - encerro meu caso, Meritíssimo.

Agora vocês, caras colegas do júri - não se deixem impressionar pelo meu "crime" - vão lá comprar trapilhos bonitos e fazer muita arte. 

Me arrisco até a dizer, sem medo de errar de forma alguma, que é um jeito maravilhoso de encher o bolso de abençoado dinheirinho: depois de ver tudo o que a Helena faz, vendo como são coloridos os fios e como é rápido de fazer o trabalho, me admiro de como as pessoas ainda não estão ficando milionárias fazendo trabalhos assim - com certeza se vendem sozinhos, só pela beleza.

Tá esperando o quê, muié? Do céu só cai chuva e sujeira de passarinho!!!

(Ah, nenhuma daquelas comidas estragadas é minha - são fotos que achei na net. Nesse quesito, pelo menos, eu arrebento. Agarrei e mantenho o Marildo pelo estômago...)


32 comentários:

  1. ai amei as peças como disse minha cunhada que também ta aprendendo o trico e crochê , as primeiras peças sempre saem com algum erro não é mesmo? mas serve de exemplo pra próxima, eu tava tentando fazer a regata Cléa mas não deu muito certo misturei com a brisa e deu certo, acho que a minha maquina não gosta de fio muito fino( ou eu que não me dou bem com eles), o trapilho deve ser muito bom de trabalhar sem dizer que como é grosso a peça fica pronta rapidinho, eu vi alguns tipos de trapilho tem uns estampados lindos, tomara que a senhora se inspire mais e nos mostre coisas lindas. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim mesmo, Elisabete querida - a cada peça a gente ganha mais experiência. Tanto faz se o material é linha ou trapilho, a gente tem que fazer, errar, desmanchar e começar de novo...

      Beijos!

      Excluir
  2. Rosinha, querida, não sei se continue rindo, se pare para te agradecer a generosidade, minha linda!
    Eu tenho cá umas crenças! Sem qualquer base científica! Por isso lhes chamo crenças! Aí vai:
    Eu acredito na matemática, na lei das probabilidades e - imagine!- que a terra é redonda! Crenças firmes!
    Então, acredito que pela lei das probabilidades sustentada pela matemática, quem é mau, pérfido, ruim, acaba por receber o troco. A lei das probabilidades não falha.
    Do mesmo modo, quem cultiva naturalmente a bondade, a generosidade e a simpatia, será sujeito à mesma inexorável lei ... o teu caso, florzinha!
    E a terra ser redonda? Isso, é que eu, alma simples, gosto de concretizar os exemplos - se é redonda, gira e volta a passar pelo mesmo lugar. Do mesmo modo, colhemos o que cultivamos!
    Daí que, está escrito, tu, Rosinha linda, serás recompensada por assim cultivares o bem.
    Quanto aos cozinhados, cruzes! Já sabia que não eram teus!
    As pantufas até que ficaram lindinhas, mas o trabalho de cortar a malha, eu passo! Não corto, não quero! Vou ao chinezinho que , em acesa disputa com o vizinho, já vende cada cone a 1.79!

    Beijinhos e tem uma feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que sortuda! Trapilho tão barato!!! Espero então ainda ver muitas coisas lindas feitas por você, Nina querida!

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Rosa!
    Já fiz tapetinhos com trapilho feitos de roupas velhas e confesso que não faço mais, pois não ficam como queremos,mas os estou usando mesmo assim.
    Adoro o blog da Helena(eu também crocheto)Sigo ela a bastante tempo.
    Muito divertido seu post amiga!
    Bjus e obrigada pela sua visita.

    ResponderExcluir
  4. E viva , a Rosa rs, sempre vc nos dando uma injeção de estímulo. Bjs e boa semana

    ResponderExcluir
  5. com esse seu texto bem humorado e inteligente conseguiu que eu desse uma risadas altas aqui no escritorio aonde trabalho . Ainda bem que o "chefe " não ouviu ...
    ps ; ainda bem que essas tentativas de cozinhar não são suas .....kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cacau querida! Nossa, agora até imaginei você rindo no trabalho... Beijos!

      Excluir
  6. kkkkkk….Rosa estou gargalhando com este seu post tão bem humorado!
    Adorei a dica para fazer a emenda, demais!
    Olha querida eu acho o trapilho bonito, mas meu negócio com o crochê são as linhas, adoro aquele efeito de rendinha…
    Bjs querida e ótima semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu adoro experimentar de tudo, fazer de tudo u pouco... Mas, realmente, as rendinhas tem um apelo só delas.

      Beijos, Doutora querida, e obrigada!

      Excluir
  7. Mais uma vez é uma piada visitar seu blog, amiga, os trabalhos são
    lindos, mas os seus com emendas dá o mesmo efeito, beijos doces

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mira querida. Bondade sua...

      Beijos!

      Excluir
  8. Olá, Rosa! Em primeiríssimo lugar, quero agradecer muito a gentileza de divulgar o meu blog (até com fotos!!!), bem como as palavras carinhosas e tão elogiosas que dedicou ao meu trabalho.
    Obrigaaaaaaaaaaaaaada!!! :-) :-) :-)

    Por outro lado, realmente adorei este seu post tão criativo e bem humorado. Demais, muito bom!!!

    Quanto às pantufas, achei muito fofas, pois gosto muito destes trabalhos mais rústicos. Parecem aqueles sapatinhos de desenhos animados :-)

    Enfim, não conhecia o seu blog e adorei tudo, particularmente o seu humor. Obrigada!!!

    Beijo grande, mas grande mesmo em carinho e agradecimento
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer, Helena querida! Beijos e obrigada!

      Excluir
  9. Que gostoso começar a semana visitando uma amiga querida que enche nossa vida de alegria de viver.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você goste, Rosangela querida...

      Beijos!

      Excluir
  10. O seu bom humor é contagiante!!! Boa semana e venham mais peças de trapilho!!! BJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou tentar... Beijos e muito obrigada, Maria da Graça querida!

      Excluir
  11. Adoro você, faz com que o dia seja maravilhoso lembrando de suas histórias. É generosa e criativa, Obrigado bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Muito obrigada! Beijos, Jaci querida!

      Excluir
  12. Rosa, quando vi as fotos das comidas que deram errado, logo pensei: Isso não é coisa que a Rosa faça, duvido! Vê como já te conheço? As pantufas são confortáveis, isso basta. Seus pezinhos parecem pés de japonesa!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pés de japonesa? Nunca reparei que os delas são diferentes, vou prestar melhor atenção prá ver se os meus parecem mesmo...

      Beijos e obrigada, Helena querida!

      Excluir
  13. pois é , concordo com o seu comentario....se a policia nao faz nada, imagina se vao dar atençao pra isso, por isso é valido o alerta a todos....para que todos fiquem espertos com os animaizinhos.
    enfim, olha, eu ri com gosto do seu post e nao ligue para os comentarios, eu ameeeeeei a sua pantufa...eu amo essas coisas, dessa forma, sao as mais gostosas.
    se eu pudesse e fosse prendada faria uma igual, mas eu nem sei fazer isso...risos
    e em casa, quem me prende é meu marido pelo estomago..ele cozinha como ninguem!!!! hehehehe
    beijao querida. nao sei porque nao estou conseguindo de seguir, mas estou pesquisando isso! amei seu blog
    apareça sempre
    bjs
    Flavia
    www.adoteumfocinhocarente.blogspot.com
    Rifas: http://adoteumfocinhocarenterifas.blogspot.com.br/
    loja virtual: www.adote.iluria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que sortuda! Bem que eu gostaria que meu "Marildo" cozinhasse bem... Ele é uma negação, tadinho - até que se esforça...

      Beijos, Flávia querida!

      Excluir
  14. Ai Rosa, como adoro suas postagens! Sempre que te visito meu humor melhora consideravelmente. Você tem cada tirada mulher e eu tenho uma imaginação gigante, que me acabo de rir imaginando as cenas que você conta aqui.
    Adorei os trapilhos lindos que vc mostrei e achei charmosos os que vc fez tb. O importante é isso, vc não tem medo de se aventurar em coisas novas. Preciso aprender isso com vc!

    Beijos minha querida

    Eliane (Mundo da Casa)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Eliane querida. Realmente eu adoro experimentar coisas novas, reaprender algo que eu já sei de forma inteiramente nova...

      Beijos!

      Excluir
  15. Rosa, você tem razão....A Nina é estilosa que só vendo!!

    Estilosa, inteligente, cozinheira de mão cheia, tricoteira, arteira e...muito alegre!!

    Também adorei a bela bolsa que ela confeccionou, apesar de não ser muito fã dessa arte.

    Acho bonito e colorido - tendo a vantagem de secar rapidinho.

    Minha mãe fez certa vez, um tapete enormeeee...parecia pesado, e não era...parecia que ia levar uma semana para secar e...secava da noite para o dia...rsrsr

    Rosa, rosinha, não vi defeitos em suas peças, pelo contrário...graciosas e muito úteis.

    Então a Lola gota de "bolinhas" nos tecidos...rsrsrsr...eu também!!

    Dê os parabéns à ela, muita saúde, muitas alegrias e sucesso!!!

    Tenham uma ótima semana,

    beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Lola adora bolinhas - quer um vestido preto ou azul de bolinhas brancas, mas ainda não achei o tecido certo...

      Obrigada por ter gostado das minhas peças, você é muito boazinha prá mim, Ligia querida.

      Beijos!

      Excluir
  16. Respostas
    1. Obrigada, Aparecida querida, você é sempre muito gentil.

      Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...