Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Favorito




O patrão me olha com brilhinhos nos olhos quando eu visto esse vestido, então, atualmente, ele é queridinho da mamãe. é bem "senhora", tanto pelo corte quanto pela estampa, mas - quem eu quero enganar? Já dobrei mesmo o Cabo das Tormentas... 

Fácil de fazer - novamente é quase um saco de se enfiar pela cabeça - feito de microfibra estampada em fundo escuro, com renda "gripir" no pescoço. Prendo o cabelo com um adereço prateado bonito atrás, num quase coque, coloco no pescoço minha medalha de marcassitas e me sinto uma madame - modéstia a parte. 

Faz um prá você também - usei 1,20 m de microfibra, mas também fica bom em crepe de seda ou então em viscose: tecidos com caimento lânguido, delicado, ultra-feminino. 

Use estampas delicadas em fundo escuro ou claro à sua escolha e faça-o mais alegre, de conformidade com a sua sede de vida e é só passar um batonzinho, pro sorriso de monalisa modesta ficar ainda mais bonito...


21 comentários:

  1. Eu sou contra dobrar cabos, o mais possível. Eu sou a favor da eterna juventude, aquela que ninguém pode tocar, porque é só nossa, cada dia que passa mais rica, mais interessante.
    Daí o brilhozinho nos olhos do teu amor. Para ele, tens 20, 21 aninhos. Viva, disposta, generosa, inteligente, ocupada, uma deusa!
    Convence-te, querida, é o que tu és!
    O vestido, uma fofura só!
    Beijinhos da Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas eu sei bem disso, querida Nina! Mas tenho dentro de mim, lutando uma batalha épica, uma menina cheia de vida e uma centenária cheia de histórias, e na maior parte do tempo faço uma média aritmética das duas e sigo com a vida... Beijos!

      Excluir
  2. D. Rosa amo seu blog, seu jeito de ser. Estou torcendo para conseguir fazer essas roupas que a sra faz com tanto carinho. Porém tenho um milhão de dúvidas e a maior delas é: como costurar numa máquina de costura simplérrima, que só faz costura reta ou em zig-zag, esses tecidos tipo malha fria, liganete e coisas do gênero? A agulha a ser usada, a linha a ser usada. Pode me dar umas dicas por fv? Grata e bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Rê. Obrigada por gostar do blog! Para costurar malhas você tem que usar uma agulha chamada "ponta de bola" , que você compra em qualquer armarinho. Você pode tentar costurar com ponto ziz zag, embora eu acredite que, se a roupa ficar justa ou se você for esticá-la, o ponto possivelmente vá arrebentar. Minha mãe, quando eu era pequena, costurava vestidos de malha pras freguesas dela usando ponto reto, mas passava duas costuras. Hoje é mais fácil, as máquinas tem maior variedade de pontos. Compre um pedaço de malha baratinha e teste... Beijos.

      Excluir
  3. Olá Rosa, passei para te dar um boa noite e dar uma espiadinha nos seus trabalhos que são uma inspiração a todas nós.
    Bjus e obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
  4. Oh! Rosinha! Assim fico bobinha e não sei o que dizer. Veja bem, coisa rara! Eu sempre tenho algo a dizer!
    És muito linda, muito querida, muito amiga!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você, Nina, é mais que o dobro de tudo o que diz de mim. Beijos!

      Excluir
  5. Rosinha, adorei seu vestido! Gosto muito de usar roupas simples e confortáveis como essa. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Sonia querida, tem coisa melhor? Não dar tanto trabalho mas continuar sendo lindo? E também, se fosse complicado, acho que eu me atrapalhava fazendo... Beijos.

      Excluir
  6. olá flor prendada.
    tenho certeza que você è uma madame.
    obrigado por ter deixado aquele belo recadinho no meu blog, assim pude vir até aqui e descobrir essa maravilha que è seu cantinho.
    e como sou curiosa, agora VOU BATER PERNA,OU SERIA PESTANAS RSRS
    POR AQUI E CONHECER TUDINHO.
    SEU VESTIDO è UMA PRENDA.
    PS. O CABO DAS TORMENTAS, QUANTOS ANOS SAO ??
    PORQUE QUERO SABER SE EU TAMBÉM Jà PASSEI, OU SE DEVO AINDA PARRAS RSRS
    ESQUECI DE DIZER QUE SIM,ESSE NOME ME LEMBRA MOMENTOS FELIZES, QUANDO PAI CANTAVA VELHAS MUSICAS PARA ME FAZER DORMIR, E DIZIA QUE EU ERA A SUA FIFIA.
    BACI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, Edna. O Cabo das Tormentas é a menopausa: os ossos doem, mesmo a gente morrendo de calor... Espero que você goste do meu blog, pois adorei o seu. Beijos.

      Excluir
  7. Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
    com muita arte, o que eu admiro a vossa abilidade, pode-se dizer a abilidade de uma artista.
    Se desejar faça uma vista ao Peregrino e sevo e deixe o seu comentário.
    Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos elogios, Sr. Antonio. Tenho certeza de que seu blog é muito bom e irei visitá-lo. Um abraço.

      Excluir
  8. flor adorei seu blog sim, estou seguindo, e quando tiver tempo venho ver o que ainda não vi,
    obrigado pela explicação.
    eu estou com 38 anos, e o povo aqui em casa, ainda me pedem um bèbè rsrs
    porque meu filho esta com 6 anos.
    com certeza a pizza è melhor aqui na Itália.
    não tem comparação, eu jà estive em Grécia , suíça,e EGITO, MAS NÃO TEM JEITO A PÁTRIA DA PIZZA è MESMO A ITÁLIA.

    BACI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, minha linda! Ainda pode passar pela maternidade e trazer mais alegria pro mundo! Parabéns! Quanto à pizza, me deixou babando... Beijos.

      Excluir
  9. Rosa,querida,
    Obrigada por deixar tantas dicas em minha postagem acerca da necessaire. Também achei que deveria passar alguma coisa para deixá-la mais protegida, mas como é uma peça que vai ficar aqui para servir de mostruário, deixei como está, mas vou passar a dica às alunas. Gostaria muito de postar mais, pois tenho muita coisa legal para ser mostrada, meu tempo é curto. Tudo o que ensino às alunas eu faço um passo a passo com foto e quando terminam a peça envio a elas para montar uma apostila do curso. É trabalhoso e sei que a maioria dos cursos não fazem isso, mas fico com pena das cabecinhas!
    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é mesmo um capricho de pessoa e de professora... Tuas alunas são muito sortudas, mas não esqueça de nós, que esperamos ansiosas as tuas artes na telinha. Beijos.

      Excluir
  10. Rosa, já li algumas histórias suas e agora nem sei mais como vim parar aqui. Fui navegando por aí de blog em blog. Ás vezes entro e não comento, outras que me batem o coração sim. Mas fui ficando por aqui e apesar de não tricotar e não gostar de costurar...amei a visita. Por quê? Porque vc tem facilidade para escrever. E eu cheguei nas suas histórias; da professora, da D. Nena...eu gostei muito de vc, porque vc está em aprendizado de vida e se importa com as pessoas. Eu sei que todos nós estamos, mas vc diz isso e eu estava neste momento precisando ouvir ( ler ). Bem, e o que falar das receitinhas? Amei também! Tudo simples como a vida deve ser. Parabéns. Por fazer a diferença aqui pra mim. Volto sempre. Obrigada, Cacau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Cacau, nem sei o que dizer... Eu não acho que eu tenho facilidade prá escrever - sou é tagarela mesmo... Adoro contar histórias, mesmo quando são minhas. Obrigada por gostar do blog e saiba que é um prazer saber que você está vindo e gostando do que vê. Beijos.

      Excluir
  11. Ahhhhhhh, venho aqui só para babar! Como gostaria de me atrever e fazer! Falta coragem.Me encanto com suas costuraras.beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...