Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Blusa de retalho

Já faz alguns meses que eu comprei este retalho, perdido numa daquelas bancadas de restos no Varejão Chaves, em Guarulhos.

Eu simplesmente não pude resistir: botões de rosa vermelhos, um toque de um verde da prússia lindo e migalhas de branco... 

Transparente, fluido, uma delícia e... difícil de decidir o que fazer com ele. 

O preço? Vocês podem duvidar de mim, mas é a pura verdade: 2 reais. (2 REAIS!!!??? NÃÃÃÃÃO!!! Porque eu não moro perto desse Varejão de tecidos!!!!! - É isso que você deve estar pensando neste momento, né? Pois é,  eu queria morar mais perto também, assim não saía de lá... Mas tenho que esperar a boa vontade do patrão prá me levar, então faz meses que não compro nada práqueles lados, dá até tristeza... A última coisa foi esse paninho aí... Snifs!).

O retalho tinha pouco mais de um metro e eu queria fazer uma dessas blusas soltinhas. Fiz na raça: dobrei o pano, cortei usando uma regata minha como molde. Assim, ó:
Detalhe importante: cortei como se corta saia godê - no canto. Frente e costas do decote igual da regata, mais a margem da costura. Cava "espichando" prá chegar no canto e usando a largura toda do tecido, prá dar essa fartura toda. Bom demais porque, como ele é meio transparente, esse exagero de tecido faz com que a blusa fique super-decente: nem precisa usar nada por baixo. 


Pode usar soltinha,pode usar com um cintinho (que fui eu mesma que fiz, de crochê - a receita está AQUI). 

As mangas eu fiz com um molde de manga qualquer, só fiz mais larguinha nas laterais, prá sobrar e não faltar. Viés do pescoço cortado das sobras, bainhas feitas à mão com agulha fininha, prá ficarem invisíveis. Fácil toda vida: eu não sou uma costureira de verdade, não sei tirar medidas direito, fazer molde, faço tudo na curiosidade e no muque, mas achei que deu super certo. 

Não esquenta a cabeça se, na hora de fazer a barra, não ficar perfeito - hoje em dia tem mullet prá todo lado, fica um charme mesmo se ficar meio torto. O que não pode é ter medo: se você errar, respira fundo, dá um suspiro, joga fora o pano (se não der prá aproveitar em nada...) e começa de novo! Custo do aprendizado: não se aprende a andar sem levar tombos.

Diliça de usar... Bate uma brisa e parece que a gente não tá usando nada, super pornô (hi, hi, hi...).

Varejão Chaves Tecidos - Guarulhos
Rua João Gonçalves, 115 - Centro
fone:2409-0828 

19 comentários:

  1. adorei Rosa, parabéns ficou linda...
    beijos
    Luh

    ResponderExcluir
  2. Oi Rosa,

    Sou seguidora fiel do blog Minha Primeira Costura e gosto muito da Helena. Ela postou hoje uma receita sua fazendo muitos elogios ao seu blog. vim fazer uma visitinha e adorei! Voltarei sempre!
    Abraço
    P.S. Essa menina é muito bonita mesmo...e o bom de ter filhos lindos é que a gente pode dizer: fui eu que fiz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Cristiane, mais uma amiga que a Helena me manda... Seja bem vinda e obrigada por achar minha filha linda - concordo com você plenamente, "disse a coruja"... Beijão!

      Excluir
  3. Varejão Chaves? tinha um em Santo Amaro, pertinho de casa. Já fui lá inúmeras vezes. Saudade...
    Aqui em casa, TODOS gostamos de gorgonzola! Vou seguir sua dica. Coloco até na sopa de batatas com cheiro verde e fica uma delícia.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo gorgonzola, quando tô fazendo alguma coisa com ele fico beliscando... Já fez macarrão usando ele no molho? Vou passar no teu blog e dar mais essa dica. Beijão!

      Excluir
  4. Rosa, sou a Nina, amiga da Helena e não sei costurar, mas gostava muito.
    Passo a vida inventando, sempre super ocupada e maioritariamente feliz.
    Goste do seu texto, da sua costura, do seu estilo e do seu bom humor.
    Abençoada! Saber rir de si própria é uma benção.
    Vou ficar como seguidora.
    Beijo da Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Nina, nesse quesito eu sou muito abençoada mesmo: sou muito crítica em relação a mim mesma; em matéria de rir de mim, todo mundo chega atrasado, porque eu rio primeiro. Acho que, se eu me levasse muito a sério, não gostava tanto de mim e, modéstia a parte, me amo muito. Seja bem vinda para deixar seu pensamento viajar pela minha janela. Beijos.

      Excluir
  5. Ahahahaha...adorei o super pornô...Ficou linda sua blusa. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida Cláudia. Você vê? Mesmo uma senhora decente como eu agora tem uma peça de roupa pornô no guarda roupa - esse mundo tá mesmo perdido! Beijão!

      Excluir
  6. Oi Rosa
    Essa blusa ficou um charme e preciso te dizer que fiquei um tempão meditando sobre essas palavras: v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

    Aqui na net tem muita gente mesquinha, que não divide nada...Só pensa em vender e se dar bem, as vezes está do outro lado do país e mesmo assim fica com medo de partilhar um pouco do que sabe fazer e isso é muito triste.
    Parabéns para você.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é, Lúcia... Escrevi isso pensando em inspirar as pessoas a serem mais participativas no destino dos outros, pois eu acredito que todos os destinos estão entrelaçados, pro bem e - infelizmente - pro mal.

      Você não imagina a felicidade que eu sinto quando alguém me manda uma mensagem dizendo que aprendeu algo comigo - eu sempre ficava triste antes de ter o blog, pensando que um dia ia morrer e ninguém ia fazer uso dos meus cadernos de receitas...

      É uma alegria imaginar que alguém, de algum canto do mundo que eu nunca vou conhecer, alguém que eu não vou nem mesmo ouvir a voz e que talvez até esqueça que aprendeu comigo, vai fazer bom uso de algo que eu fiz ou falei. Saber que eu ajudei... É um tipo de imortalidade, não é? Ficar um pouquinho aqui mesmo quando for embora, não apenas nos gens que dei de herança pros meus filhos.

      Que bom que você gostou... Beijo.

      Excluir
  7. Oi Rosa!Ficou linda sua blusa! Tenho uma bem parecida, que eu mesma fiz também.
    Imagine quantos retalhos desses eu tenho aqui em casa, morando aqui no ABC, bem perto de 2 lojas do varejão ( uma em Santo André e uma em São Bernardo)!! Tenho até evitado de passar por lá, senão sempre trago mais alguns paninhos prá casa, rsrsrs.
    beijos
    Luci

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosa, boa tarde!
      Adoro tudo que faz, e como disse com a cara e a coragem.Só por isso, já gosto de vc. Tenho tentado escrever aqui sempre, mas só como anonimo consegui.Essa sua blusa tem minha cor preferida, e o modelo então é de shopping. Parabéns, e continue com essa sua alegria. A propósito meu nome é Roseli, filha de outra Rosa que como vc, é guerreira e não tem tempo ruim.Beijo grande.Roseli Trevisan

      Excluir
    2. Resposta prá Luci:
      Caramba! Logo duas lojas prá você e eu aqui, à míngua! Vê como é a vida: você aí, evitando, e eu aqui, querendo tanto... Dá uma passada numa delas e faz um escarcéu em meu nome: como é que pode eles fecharem a loja do meu bairro deixando eu assim, abandonada? Tem que ser corrigida essa injustiça! Mas, deixa estar: uma hora dessas eu pego o trem da CPTM e apareço em Santo André - e vou à forra. Beijos!

      Resposta prá Roseli:
      Ai, adorei você dizer que minha blusinha ficou "de shopping" - acho que ela até ficou mais bonita depois disso... Quanto a ser guerreira, você tinha que ver quando eu tinha TPM - meu marido já chegava em casa de bandeira branca, pedindo trégua (hi, hi, hi). Obrigada por gostar do meu blog, um beijão em você e outro prá sua Rosa guerreira.

      Excluir
  8. Rosa,
    Obrigada por ensinar o molde. Terei minha blusinha nova de verão, seguindo sua dica.
    Deus abençoe, bjs,
    Ninna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Ninna! Espero que tenha ficado linda e que você tenha gostado. Experimenta fazer essa que é bem fácil - mais fácil que a outra. Beijão e obrigada.

      Excluir
  9. Oi Rosa, adoro seu blog venho passear aqui todos os dias,
    gosto de tudo principalmente tricô á máquina que estou voltando a fazer minha máquina estava guardada a anos e agora visitando blogs de tricô e principalmente o seu me animei a relembrar muitas coisas que eu tinha esquecido, gosto muito de costurar também.
    Obrigada por compartilhar tantas coisas boas,
    Deus a abençõe!
    Vera Camacho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, querida Vera, você tava escondendo um tesouro? Uma máquina de tricô é um item muito precioso prá deixar esquecido... Mas, eu sei como é que é... A vida, às vezes, leva a gente por caminhos nos quais não podemos carregar tudo junto, então a gente deixa algumas coisas guardadas e depois as retoma, quando surge a oportunidade. Espero que agora, você e ela, sejam inseparáveis. Beijos e obrigada por gostar do meu blog.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...