Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Mais 3 reais = outra camisa




E muito lindinha, né? E não tô mentindo: foi isso mesmo que custou: 3 moedinhas de um real, OU o mesmo que um salgado e um copo de tubaína, menos que um pastel na feira de sábado perto da minha casa, sem direito a caldo de cana com abacaxi ("diliça", o meu pastel é de escarola com queijo, feito pela Maria, uma senhora japonesa com mãos mágicas no começo da rua Enéas de Barros, na minha amada Penha...). Dá prá acreditar? Mas é fácil de fazer (só precisa alinhavar bem antes e exercitar esta santa virtude - a paciência - porque a musseline é "escorreguenta", mas {novamente} não tem pences, bolsos, é moleza...). 

O tecido foi comprado no Varejão Chaves (se você leu a postagem passada, eu dei o endereço e o telefone e disse onde pegar o molde). 

Então taí, colegas, a suprema alegria de fazer coisas lindas gastando quase nada...

Ah, a flor? Se chama "malvarisco português", segundo minha mãe. Ela é linda, tem folhas bem verdes, com o formato das folhas das uvas, nascem flores grandes, que parecem uma espécie de rosa, mas grandes como hibiscos. Nascem brancas, com o passar do dia ficam salmão e vão escurecendo, ficam rosa forte e morrem bordô, quase cor de sangue. As pétalas secam e caem, fica no lugar uma bolota que, depois de uns dias, se abre e fogem sementes aéreas, e onde elas caírem nasce outro pé de malvarisco. Linda demais. Tenho incontáveis delas no sítio, todas advindas de uma única sementinha - que depois se espalhou...

5 comentários:

  1. Olá, Rosa

    Sou uma recém-visitante de seu blog e estou encantada com sua forma de se expressar e com os seus trabalhos.

    A partir de agora estarei acompanhando as novidades por aqui.

    Agradeço por todas as dicas, receitas e moldes que você compartilha com tanta generosidade. Pessoas assim são muito abençoadas e atraem coisas boas, cada vez mais, para a sua vida e a de seus familiares.

    Gostei da dica da loja em Guarulhos, fica próximo do meu bairro e quando der dou uma passada no Varejão.

    Parabéns por tudo.

    Bjs
    Fátima Ventura

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Que bom que você gostou... Fiquei feliz e espero continuar sempre sendo útil. E quanyo ao Varejão, quem sabe uma hora dessas a gente não se cruza por lá: é só prestar atenção numa balzaquiana rosada, cantarolando baixinho enquanto olha encantada prá todos os paninhos... Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Rosa adoro tuas dicas. Tbm tenho esta flor mas conheço como Rosa de Jericó.
    Bjus!!!
    Liege

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Sabe, minha mãe me disse que essa flor é meio bíblica mesmo, pelo fato dela florescer bem o ano todo mas, em particular, na Páscoa. Ela não se lembra bem, mas parece que tem algo a ver com a Paixão de Cristo, a flor nascer branca e, com o decorrer do dia ir escurecendo até ficar cor de sangue. Interessante, né? Beijão!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...