Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Selinhos e mais Selinhos

Ai, ai... Até passar essa fase, acho que ainda vou brincar muito com esses negocinhos. "Acabei de acabar" uma blusa de crochê - só falta fotografar - que não sei se vai ficar prá mim, prá minha mãe, ou alguma das minhas irmãs... Aí, o jeito é espairecer a cabeça desse drama imenso fazendo esses desenhos...

Inspirados em filmes:
 Que filme mais lindo... Nunca canso de ver: se estou mudando de canal e pego ele, o coração derrete, mesmo eu já sabendo o que acontece... Eu sei, tem gente que acha piegas, mas... Fazer o quê... Tem um lado meu que adora essa coisa de que uma pessoa pode fazer toda a diferença...
Esse aí é outro: a-do-ro! Já assisti umas dez vezes, o livro eu já li 4. O pai da personagem principal - Atticus Finch - foi escolhido o maior herói do cinema de todos os tempos pela Associação dos críticos de cinema americanos. É bom demais...

O título não é bem esse, é "Adivinhe quem vem para jantar", mas eu achei melhor fazer a minha adaptação para o cinema baseada na história verídica do cunhado mala sem alça que aparece e não vai mais embora...
Eu não. No verão passado nem no outro nem no outro não fui prá praia... Aliás, se você detesta viajar é bem simples: compre um sítio. Nunca mais você vai prá lugar nenhum a não ser prá ele...


Conselhos úteis:
É isso mesmo: a gente pode estar destruída por dentro, mas, por fora, tem que estar linda, cheirosa, com um belo batom e um sorriso. Não se pode dar ponto prá ninguém, muito menos prá quem magoa a gente...

Senão, com o passar do tempo, fica com cara de animal de estimação: pele de tartaruga, mãos de dálmata...


Coisinhas românticas...
Inspirada na célebre frase de Robert De Niro em Táxi Driver - a minha versão é mais fofa...

Ai, todo mundo passa por um momento assim, de pura emoção...

E aparece na vida de todo mundo alguém assim, capaz de fazer a gente amar, odiar, puxar os cabelos, rir sem motivo, cantarolar no ônibus lotado...

Invocações da vida:
Eu que o diga!!!

Me deixa!!!

É isso mesmo: você ainda não tirou o lixo nem passou o rodo no banheiro!

Se for capaz!
GOSTOU? Então dá uma notinha (+1) prá mim aí embaixo, vai...

5 comentários:

  1. Adorei a brincadeira. Legal demais. Bjinhos.

    ResponderExcluir
  2. Gostei de todos os seus selinhos, mas 10 para seu selo contra o aquecimento global....kkkk

    Mirian Amorym

    ResponderExcluir
  3. A-D-O-R-E-I! seus selinhos!Tomara um dia ganhar um deles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode levar quantos quiser prá você, vou adorar ver eles espalhados por aí... É só clicar no(s) selinho(s) que você quer, pedir prá salvar no seu computador e sair usando. Beijos e obrigada!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...