Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Personagens famosos que amavam batatas



Desde que o mundo existe, os "Adoradores de Batata" têm estado presentes - e têm sido incompreendidos. Sim, porque sua adoração, meramente gastronômica, atiçava iras de quem (diferentemente deles) não entendia o apelo gustativo do mais sublime dos amidos e os julgava meros hereges...  


Na maior parte do tempo, esses malsinados seres perpetuaram sua condição como meros anônimos; contudo, diversos batatólatras ajudaram a fazer a história da humanidade. O batatólatra mais proeminente de todos foi a maior inteligência que já habitou este planeta: Leonardo da Vinci. Pesquisadores afirmam que, em suas anotações (onde estão a maioria de seus rascunhos) encontram-se, diversas vezes, listas de compras - repletas de menções às suas tão adoradas batatas. Ele - que nadava contra a corrente - era vegetariano e tinha como base alimentar batatas e mais batatas... A mais intrigante prova desse amor é sua maior obra, a "Monalisa". Fotografias tiradas em Raio X altamente tecnológico mostram a verdadeira cara por trás daquele sorriso enigmático, como vemos na imagem inédita mostrada no início desta postagem.

Seu amor pela batata era tanto que, mesmo forçado pela Inquisição a cobrir seu amado rosto com o da sua cozinheira - como disfarce - ele carregou o quadro consigo pelo resto da vida, sempre planejando passar uma acetona em cima, mas foi pego de surpresa pela morte lá pelos sessenta e poucos anos. Em sua homenagem é que as batatas dos supermercados, entre elas as do Extra, se chamam "batatas Monalisa".




Sabe aquele mito de que peixe é bom prá inteligência? É  do peixe com BA-TA-TA que estamos falando, bobinhos,  é a batata a responsável por tantas mentes inteligentes ao longo da história. É só parar prá pensar: Napoleão Bonaparte, que quase dominou a Europa inteira, adorava comer, mais que tudo, batata frita com cebola. Naqueles retratos dele com a mão dentro do casaco, sabe o que ele estava fazendo? Isso mesmo - ele estava escondendo um saquinho de suas adoradas batatinhas. Aliás, são dele as frases: "Ao vencedor, as batatas" e "Meu reino por uma batata"! Só que depois, os invejosos se apoderaram das frases (Quincas Borba, por exemplo, um invejoso de primeira e - segundo relatos fidedignos - um amante de beterrabas, se apoderou da primeira frase e ainda colocou Machado de Assis como cúmplice...) e até adulteraram a segunda frase, dizendo que ele trocava o reino por um cavalo... Absurdo!!! Quem faria isso? Por batata é muito mais lógico. Além disso, ele jamais comeria um cavalo inteiro, ele era pequenininho...



Outro que era louco por batatas era aquele cara que pintou uma cara feia e magrela, com desespero - parecendo assustado e morrendo de fome - louco por um pacotinho de batatinhas visto - no original - no cantinho inferior esquerdo da obra... O que poucos sabem é que o quadro foi modificado devido a uma disputa judicial com aquela rede de lanchonetes que todo mundo conhece, a do palhaço. O tal palhaço não queria a imagem da lanchonete associada com uma imagem de alguém à míngua, mas o pobre pintor estava na miséria e só pintava o que estava vivendo... O palhaço, sem dó nem piedade, mandou tirar do quadro o desenho das batatinhas... O problema é que o quadro ficou famoso e seria propaganda grátis da lanchonete até hoje, principalmente entre os cultos frequentadores de museus, que passam longe dos fast foods! O palhaço ficou muito arrependido, mas já era tarde. Acima temos uma foto tirada pelo próprio artista antes da modificação de sua obra e um pouco antes dele morrer de fome. A vida é mesmo trágica...

Ainda tem dúvidas de que batata é boa prá cabeça? Cá estou eu que não me deixo mentir sozinha... Mestra em Besterologia Aplicada, vencedora três vezes seguidas do Concurso de Jogadora de Conversa Fora, pinto, bordo, costuro, piloto um fogão como poucos, escrevo, tomo tombo de monte da vida e me recupero... Eduquei três filhos lindos com muita batata - de todos os tipos: cozida, assada, amassada, frita... Lazanha de batata - já comeram? Deu vontade de comer, né? Então, colega, deita o cabelo (depois você desconta na caminhada...).  Não caia na besteira de dizer que carboidratos são do mal - eles nos dão energia prá seguir vivendo nesse mundo moderno, onde o fotoshop das imagens que vemos nos rouba a esperança de sermos meramente normais. 

Pensa assim: Deus é tão bom que até debaixo da terra escondeu tesouros gostosos pros seus filhinhos... 

(Página tirada de um blog que eu tive uma vez, que só recebeu - acreditem - 11 visitas... Ai, como eu falo besteiras. Às vezes, até eu me choco... Qualquer semelhança com personagens ou situações da vida real seria mesmo um milagre)

2 comentários:

  1. Muito bom mesmo!!! Adorei o texto...... Vai um franguinho com batatas aí???? ...risos.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, se frangos nascessem em árvores... Você fica com o franguinho, que das batatas eu dou conta! Beijo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...