Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Casaco xadrez com zíper



Este é mais um casaco, feito para a mesma pessoa infinita, que - como as irmãs dele - mudou completamente o mundo com seu nascimento. Aliás, mudou antes - pois que eu já me sentia diferente - novos horizontes e parâmetros... Sabe, do jeito que eu sou imaginativa, juro que eu via luz dentro da minha barriga, cada vez que um deles se desenvolvia dentro dela - besteiras de mãe... Bom, meu "Príncipe da Macedônia" adora tudo que eu faço - hoje mesmo foi prá aula usando essa jaqueta xadrez, feita de plush, com o mesmo molde dos casacos anteriores (que você pode baixar no megaupload AQUI e fazer...),o passo a passo TAQUI, mas com algumas alterações:

- primeiro que tudo, o plush me deu uma surra, não tanto pelo tecido, mas sim pela estampa. O que acontece é que ela não acompanha a trama dos fios da malha, então, se você corta simplesmente dobrando o tecido ao meio, se estrepa, pois o xadrez não "casa". E fica muito feio fazer uma roupa com o xadrez todo desencontrado... E eu só tinha comprado 2 m do tecido...

- o jeito foi cortar cada parte da frente em separado - primeiro uma, depois, sobrepondo esta parte, direito com direito sobre o tecido, "casei" o xadrez e cortei, usando a primeira parte já cortada como molde;

- daí, fiz a mesma coisa com as costas, tentando encaixar em seqüência ao xadrez das frentes, para dar continuidade. Outro problema então apareceu: as linhas horizontais do xadrez não acompanhavam a linha da barra (ia ficar tudo torto!). Passado o momento de pânico, verifiquei a elasticidade do pano: no sentido vertical ele não esticava quase nada, mas, na horizontal e nas diagonais ele esticava bastante... Resolvi desprezar totalmente a lógica e cortar seguindo o máximo que desse o xadrez, pela estética. Deu super certo, nem se percebe que o fio não está "lá essas coisas"...

- fiz a mesma mágica com as mangas: as duas tinham que ter o xadrez o máximo parecido uma com a outra, tudo em nome da beleza... O mesmo aconteceu com o capuz (que não pode faltar, o garoto a-do-ra;

- depois dessas peripécias todas, sobrou muito pouco do tecido para fazer bolsos externos e as viras das frentes não puderam ser inteiriças. Assim, acabou virando um casaco com zíper destacável e bolos internos, embutidos (que puderam levar emendas, já que ninguém está vendo, mesmo...)..

Se você gostou e quiser fazer, compre um zíper de 70 cm para por na frente. Para fazer o bolso interno, pegue uma folha de sulfite, dobre ao meio e arredonde com um prato um dos cantos. Corte 4 desses e aplique nas laterais, por dentro (lógico!), formando os bolsos.

Ah, com um trapinho que sobrou fiz um único bolso no peito, do lado esquerdo, onde apliquei um bordado de hipogrifo (Eita, Harry Potter...). Achei que laranja combinou demais com os tons de azul do casaco...

O custo?

Bom, comprei o plush perto de casa mesmo, paguei R$32,00 pelos 2 m, o zíper de jaqueta paguei R$ 2,00 (na MN Center Armarinhos, em São Miguel Paulista - lá o zíper é MUUUITO barato!), o bordado R$ 2,50 (comprado no Bom Retiro); a linha eu não levo em conta, porque paguei R$ 1,50 por um tubão com 1500 m, lá na Maluly e vai durar prá caramba, NOVESFORA: outro casaco lindo por menos de 40 contos! Palmas prá mim!!!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...