Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Amor de mãe


Eu penso assim: nada melhor que amor de mãe, colinho, sopinha, chazinho... Filho é prá ser mimado, agasalhado, coberto de beijos, afinal, um dia eles batem as asas, vão seguir seu rumo e tudo que eles puderem ter de regalias ainda é pouco, pois o mundo aí fora não está de brincadeira... Ah, mas não pensem que eu sou uma moleirona, babona, que deixa a televisão e as professoras educarem aqueles que o Pai do Céu confiou aos meus cuidados: sempre soube dar bronca e beijo, tudo na sua hora. Quando eu digo que vou contar até 3, no 2 já está tudo certo... E para me fazer presente o tempo todo na vida deles, sempre teve o pão caseiro ou o bolo do lanchinho, a blusa, o cachecol, a trança do cabelo... Ajudá-los a estudar para as provas, a preparar algum trabalho... Até hoje - acredita! - de vez em quando um me liga e pede prá eu pesquisar algum assunto ou endereço na internet e mandar por email prá eles - porque, afinal de contas, prá que serve uma mãe se não é prá estar lá prá eles quando eles precisam?!!!
Bom, mais um conjuntinho de cachecol e chapéu côco (meu favorito, porque é só meia de um lado, tricô do outro), assim as princesas andam quentinhas e lindas e forçosamente tem que lembrar de mim o dia todo (porque ser uma chantagista emocional desavergonhada também faz parte de ser mãe...)
Conjunto de Chapéu e Cachecol
2 novelos de lã que se utilize com agulhas 4 a 5
1 par de agulhas de tricô 7
1 par de agulhas de tricô 8
agulha de tapeçaria
Cachecol: Nas agulhas 7, montar 25 pontos e tricotar em ponto segredo em tricô: 2 pontos juntos em tricô, laçada, repetir até o final, terminar com 1 tricô. Nas outras carreiras, seguir o mesmo ponto. Fazer até alcançar 1 metro e vinte centímetros. Arrematar folgado.
Chapéu côco: Com o mesmo fio usado duplo nas agulhas 8 montar 51 pontos e tricotar direito em meia, avesso em tricô.
Na carreira 30, tricotar junto cada 4º e 5º ponto, fazendo 10 diminuições.
Carr. 31 - meia
Carr. 32 - tricotar junto cada 3º e 4º ponto (10 diminuições).
Carr. 33 - meia
Carr. 34 - tricotar junto cada 2º e 3º ponto (10 diminuições)
Carr. 35 - meia
Carr. 36 - tricotar junto cada 1º e 2º ponto
Carr. 37 - Cortar o fio, enfiá-lo na agulha de tapeçaria e com ela pegar os 11 pontos restantes, prendendo-os bem. Costurar a lateral do chapéu. Deixar enrolar a beiradinha.

Observação: Não faço idéia que lã é essa, ou é da Cisne ou é da Círculo, comprei numa queima de estoque da Tricolândia, na Penha, e ficou rolando pela casa, enquanto a Nana decidia se fazia ou não fazia o cachecol no tear de pregos (que não acabava nunca, parecendo novela mexicana, até que eu tomei posse e fiz de tricô mesmo... O chapéu, usando a lã dupla, ficou bem encorpado e quentinho, uma delícia. O preço é vergonhoso: paguei 1,80 merrecas há pouco mais de 2 anos...

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Só prás bambinas... Mas é facinho de fazer, é só meia de um lado, tricô do outro e umas diminuições esporádicas... Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...