Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quarta-feira, 11 de março de 2015

Três aninhos...


É quanto o netinho fez semana passada - como o tempo voa! Tá tagarela, só quer saber de passear no shopping Penha, ir no parquinho, fazer bonecos feios e tortos com massinha... 

Falei prá minha enteada aproveitar ao máximo, porque passa depressa...

Além dos brinquedos que a gente comprou eu resolvi fazer roupinhas - como sempre. Acho que faz parte do papel de avó fazer lembrancinhas, prá ele se sentir querido não apenas pela ida à loja - devemos nos fazer presentes nas vidas dos que amamos principalmente pelas pequenas coisas.


Coisas como este modesto agasalho de moletom, feito de retalhos. Sobras de calças que fiz pros meus filhos e que, bem emendadas, renderam uma roupinha "de guerra", prá ele poder sentar no chão, brincar de carrinho, se sujar de terra e estar protegido do frio enquanto faz isso... 

Não custou nada e, mesmo sabendo disso, minha enteada adorou (eu bem sei que não chegam aos pés das roupas que ela compra prá ele, mas tem serventia, não tem? Coube nele direitinho...). Sabe, as coisas que eu mais me orgulho de fazer são essas, que faço aproveitando retalhos e sobras que muita gente não daria valor... Aprendi com minha mãe e minha avó, os retalhos que as freguesas de costura deixavam prá trás sempre renderam roupinhas lindas prá mim e pros meus irmãos...

E dando uma passada pela loja de tecidos da Penha comprei 3 metros (porque tem só 90 cm de largura...) de flanela de bichinhos - olha que estampa fofa:


Pegando molde no site da Marlene Mukai eu imprimi:


Recortei no jornal, mas dei meu toque pessoal: nada de gola nem bolso - muito menos punho -, que é prá dormir e não tem necessidade de complicação... 


O molde da calça eu fiz no olhômetro (como foi feito também o agasalho de moletom do começo do post...).


E TCHARÁM! Dois lindos pijaminhas prontos prá uso, porque antes de cortar eu lavei o pano - flanela tem que molhar, porque dá uma encolhida, mas eu achei melhor lavar mesmo (afinal, a gente não sabe que caminho o tecido fez até chegar na loja, então...). 




Ele adorou os bichinhos, minha enteada amou o que chama de "delicadeza da minha parte"... Afinal, foi um extra, os presentes caros o avô e os tios é que deram, eu só fiz o meu tantinho...

Quero pedir desculpas por andar sumida, não tendo tempo nem de responder os comentários - que sempre gostei de responder. Mas ando trabalhando tanto, tanto...

Ainda bem que Deus inventou os analgésicos e os anti-inflamatórios, senão eu não sei o que seria de mim...


10 comentários:

  1. Rosa, querida, também eu ando super ocupada.
    As roupinhas são lindas!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Rosinha querida, será que a Cleopatra queria as minhas «joias» só
    você mesmo minha amiga, amei os pijaminhas, vovó babada, você é
    um amor, de quem eu gosto muito, beijos

    ResponderExcluir
  3. Rosinha querida, será que a Cleopatra queria as minhas «joias» só
    você mesmo minha amiga, amei os pijaminhas, vovó babada, você é
    um amor, de quem eu gosto muito, beijos

    ResponderExcluir
  4. Rosa, que lindo o moletom e os pijamas.
    Se você não dissesse que era retalhos, eu nunca iria saber. Pra mim, foi um design que você criou.
    E realmente é um mimo ganhar um presente feito especialmente para a pessoa.
    Você está de parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Rosa querida, você é uma fofa mesmo!!!
    Também adoro fazer presentes economizando
    e aproveitando os retalhos.
    Esses pijaminhas são ótimos para as crianças.
    Espero que você esteja bem de saúde!
    Parabéns, sou fã das suas postagens!
    Beijo
    Ivete

    *

    ResponderExcluir
  6. Rosa, que netinho sortudo, ganhar roupinhas feitas com tanto carinho!
    Não exagere no trabalho, cuide-se bem.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Rosa...um beijo ao aniversariante!
    3 anos é uma deliciosa...pois é a fase das descobertas e eles são encantadores!
    Como sempre a sua habilidade e bom gosto proporcionam belos trabalhos!
    Bj amigo

    ResponderExcluir
  8. Rosa querida, que lindo seu trabalho! Isso sem falar no carinho do presente feito por você. O valor que isso tem para uma criança não tem medida. Parabéns! Simples assim. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Que fofura Rosa...adoro fazer coisinhas pra crianças! Elas adoram! Tenho um sobrinho neto e outro que está pra chegar e já penso nas coisinhas que vou fazer pra eles! bjs Nina

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...