Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Blusas lindas!

Facílimas de fazer - cada uma tomou menos de duas horas, de cortar a deixar pronta. Minto: levou um pouquinho de tempo a mais, por causa do viés do pescoço, que é pregado na máquina e depois terminado com pontinhos invisíveis à mão - mas como isso eu faço espatifada no sofá assistindo desenho eu não vejo o tempo passar, então não conto...

Primeiro lugar: minha irmã Fátima. Manequim 52. Difícil achar algo que fique bem, que deixe bonita, sem parecer "capa de máquina de lavar roupa". Pedi pro meu irmão "afanar" uma camiseta dela, sem ela saber, copiei o molde e fiz estas duas blusinhas:


A primeira: 


Tecido comprado no Varejão Chaves a 5 reais o metro - gastei um metro prá fazer. Não ficou linda? - quer dizer, tirei a foto na pressa, nem tive tempo de passar a ferro... 

Parece um desenho oriental, daqueles de fazer quimono... O tecido é uma malha mista de algodão com alguma coisa artificial, mas eu gostei - pelo precinho e pela belezura...

Esta outra também foi prá ela:



Malha fria com florzinhas miúdas muito fofas, comprado a R$13,90 o metro do lado do Shopping Penha, na ModaModa. Mesmo molde.

E esta lindeza toda branquinha foi prá minha velha:




Fiz baseada numa blusa minha, que eu e minha mãezinha temos praticamente o mesmo manequim. Comprei o tecido por quilo, lá na rua José Paulino, no Bom Retiro. Paguei 20 reais o quilo da malha - foi meu presente de aniversário no ano passado, minhas filhas foram comigo e me compraram todos os "trapos" nos quais eu preguei os olhos... Amanhã mostro mais coisas lindas que fiz com meus trapinhos (todas prá dar de presente - não fiz nada prá mim ainda porque sempre que pego no pano a inspiração vem prá outra pessoa...)

Mas olha só que meléca: dei as blusas de presente de Natal, prá minha mãe e prá minha irmã. Prá Cida, minha outra irmã, comprei uma blusa na Besni, pois não tive tempo de fazer, o Natal foi uma correria danada porque viajei dia 20 de dezembro - então tive que antecipar as presentadas todas... 

Quando voltei do sítio minha mãe me pediu desculpas, pois pegou a blusa branquinha que fiz com todo amor prá ela e ... deu prá Cida! Tava sem tempo de ir comprar uma prá ela, tava meio doentinha prá ir bater perna e então deu a linda blusinha branca prá filha - e eu posso reclamar? Também sou mãe, também abro mão das coisas pelos meus bebês.

Conclusão: comprei uma blusa de tricô prá ela não ficar sem nada - e a proibi terminantemente de dar essa blusa, senão eu ia ficar triste...

Essas mães...

Agora: reparou na economia? Presentes lindos e que custaram bem pouquinho: onde é que você compra uma blusa linda por 5 contos?  14 reais a outra? A branquinha, então? Pelo peso custou 2 reais!!!

Então: você não precisa ser costureira diplomada prá fazer, basta ter uma mesa plana e grande prá estender o papel prá tirar o molde de uma roupa que você já tenha. Aliás, nem isso: dá prá fazer no chão (eu faço isso às vezes, quando é vestido, pois minha mesa não é muito grande e daí eu tiro os moldes no chão da sala...). Estica o tecido sem rugas, apoia o molde, calcula uma margem de 1 cm prás costuras e corta sem medo. 

Aprende como faz nesta postagem AQUI.

Alinhava sempre antes de costurar, prá não ter medo de fazer besteira - alinhavar dá segurança prá gente... 

Malha é o melhor tecido prá começar - eu acho. Tecidos mais encorpados e sem elasticidade mostram mais fácil as besteiras que a gente comete nas primeiras tentativas, já o caimento da malha dá uma bela disfarçada. 

Não precisa overloque: usa ponto elástico da máquina ou mesmo o zig zag. Jamais estique o tecido enquanto costura, prá não deformar a peça. 

Use e abuse de viés nos acabamentos, pois são fáceis de usar e sempre ficam bonitos - aprende a usar AQUI..

E seja feliz por ser quem você é: uma corajosa costureira paraquedista, igual eu!

16 comentários:

  1. Que lindas Rosa! Olha eu sou assim gordinha também e como é difícil achar roupa tamanho ggg...e por aí vai! A branquinha ficou show! A eu sei esse negócio de mãe.. a gente dá a roupa do corpo se precisar!
    BJS ROSINHA
    NINA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso que eu não fiquei brava com ela, sei bem como é... Beijos, Nina querida!

      Excluir
  2. Rose...as três estão lindas e larguinhas para mim...excelentes!!!
    Bj amigo

    ResponderExcluir
  3. Olá Rosa querida...
    Já estava com saudades de ler as suas histórias...
    Adorei o jeito que costura as peças.
    Até no chão você faz seus moldes e corta a roupa
    que quer fazer.

    Mil vezes, parabéns!!!
    É isso aí...quem "quer" faz acontecer...

    Beijo amiga!
    Ivete

    *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que sofro um pouco por cortar no chão, já não sou mais menina, na hora de levantar é um sufoco... Mas a gente se vira, não se entrega...

      Beijos!

      Excluir
  4. Todas são lindas Rosa, mas a branca com essas mangas diferentes está maravilinda!! E acho que eu não seria assim tão boazinha como você, ficaria beeem chateada da mamis ter dado a blusa que fiz especialmente para ela!! Mas faria outra com todo carinho, porque mãe pode repassar o presente, ainda mais naquela situação.
    Tô curiosa pra ver as outras peças,mostra logo!
    beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A branca ficou mesmo maravilhosa, espero que minha irmã faça bom uso...

      Beijos, Luci querida!

      Excluir
  5. Rosinha, nem paraquedista eu sou!
    Adorei todas as blusas, mas a minha preferida é a branca com manga de renda!
    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha também... Ainda bem que sobrou renda, uma hora dessas faço outra...

      Beijos.

      Excluir
  6. Oi Rosa querida, que lindas blusas! Adorei a estampa da azul, é maravilhosa...
    Que mãos abençoadas você tem.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A azul é bem romântica mesmo...

      Obrigada pelo elogio às minhas mãos, mesmo já cheias de artrite...

      Beijos, Doutora querida!

      Excluir
  7. Rosinha, acredita que o alfineteiro veio do Brasil, enviado por uma amiga muito querida? Sempre que o vejo, penso na doce Ju!
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Rosa

    Lindos os padrões desses tecidos. As blusas ficaram muito bonitas principalmente a branca que gostei demais das mangas vazadas. Quebrou a "monotonia" do branco e deu um "tchan" na blusa. O tecido das mangas tb é do Varejão?

    Faz um bom tempo (mais de 6 meses) que não apareço no Varejão. Das últimas 3 vezes que fui tenho achado a loja com menos tecido.
    A ala de venda de roupas prontas cada vez maior enquanto que a de tecidos mingua a cada ida que vou. Já comentei com duas das vendedoras em ocasiões diferentes e ambas negam, dizem que é mudança de lay-out, que é impressão só minha, que só eu percebi isso. Como minhas visitas ao Varejão são a longo prazo (a cada 5, 6 ou 7 meses) percebo a diminuição de tecidos. Vc também percebeu? será cisma minha?

    Rosa, que bom que você gostou do meu texto sobre a chuva. Nunca olhei tanto o céu como agora, à procura de chuva.

    Aqui em Guarulhos temos rodizío desde que a prefeitura era administrada pelo PV (1999/2002). Naquela época faltava água todos os dias mas era somente de tarde e se estendia pela noite. As caixas d'água não esvaziavam como agora que ficamos sem água um dia inteiro (desde início de 2014) e quando chega no dia seguinte vem pingando e por poucas horas, abastecendo caixas d'agua. Se descuidamos, periga de ficar sem água na caixa. Isso aconteceu um dia em que tivemos hospedes em casa e na hora de tomar banho, cadê a água. Lá foi meu marido no mercado comprar água mineral para todos tomarem banho de canequinha. Como tem sido por aí, na Penha?

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui pros meus lados a água escasseia das 13 horas de um dia até as 7 do dia seguinte. Uma meléca, se eu trabalhasse fora não dava prá fazer nada quando chegava em casa... Que Deus nos ajude, mande bastante chuva...

      Beijos, Fatinha querida!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...