Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Assistência Técnica

Tem como fugir dela?

Eu não tenho freezer em casa, mas tenho dois refrigeradores. Não comemos carne, mas exageramos nas frutas e verduras. 

Um deles, de um tempo prá cá, começou a ficar fraquinho, gelando cada vez menos...

Ambos são de degelo seco, que é prá não dar trabalheira. Daí, prá esse que tava gelando quase nada, o Marildo chamou a Assistência Técnica da Consul, aquela que é pertinente ao meu CEP.

O homem chegou com um dia de atraso, grosso, mal humorado, parecia que eu tinha falado mal de todos os integrantes da família dele. 

Abriu a geladeira, viu que não tava quase gelando nada e já deu o preço do conserto: R$390,00. 

-"O que é que tem de errado com ela, pro conserto ser tão caro? Esse dinheiro é o preço de um terço de uma geladeira nova!"

O ranheta do técnico me olhou com aquela cara bovina, como se não entendesse o porquê da minha pergunta, como se fosse me responder que ele era técnico e eu não e que o que quer que ele dissesse era inquestionável e, depois de pensar por um século, me respondeu assim:

-"Pelo que eu percebi o congelador (que ele nem abriu...) tá bom, só não tá mandando o frio pro resto da geladeira. Tenho que trocar tal e tal peça e ela vai ficar boa de novo e isso custa 390 reais."

-"Mas o congelador não tá gelando! O senhor nem me perguntou nada, nem abriu o congelador! Olha, meu marido comprou um pacote de gelo no posto de gasolina e colocou aí dentro e, da noite pro dia, degelou tudo, encharcou a geladeira! Como é que o senhor pode dar o preço sem verificar nada?".

Ele ficou possuído pelo demônio do "Cala a boca, mulher!!!", que muita gente parece ficar possuída quando quem tem razão abre a boca, deu uma bufada, abriu a caixa de ferramentas e, com seus dedos sujos de graxa, começou a encher de digitais criminosas minha geladeirinha branca...

Depois de uns dez minutos - tendo virado o refrigerador de costas prá olhar a canaleta por onde escorre a água do degelo e quebrado o isopor do isolamento térmico do congelador, disse que realmente o congelador não estava mais funcionando.

-"E em quanto fica o conserto?"

-"390 reais".

-"O mesmo preço, sem tirar nem por?"

-"É que as peças tem preço semelhante, tabelado pela própria Consul. Mas eu vou conversar lá na Assistência, prá ver se a gente tem alguma dessas peças no estoque, a preço antigo, talvez dê prá gente fazer um desconto prá senhora mas, o mais provável, é que seja esse preço mesmo..."

Agradeci - e paguei 30 reais - pela visita, liguei pro patrão, que pediu ao nosso moleque prá pesquisar preços de geladeira na internet. Uma nova, mesma marca e modelo, ficava em torno de mil reais. Prós e contras achamos que valia mais a pena comprar uma nova - visto que o conserto só teria noventa dias de garantia. Uma outra geladeira que tivemos, da qual já nos desfizemos a anos, pifou de novo no quarto mês após o conserto...

O que deu prá perceber é o seguinte: o técnico não tá nem aí prá qual seja o problema. Quando ele é chamado e a geladeira já passou da garantia, ele nem se dá ao trabalho de verificar nada: troca o congelador inteiro, pois 390 reais era o preço de um congelador novo. Ele leva o velho embora, separa lá na loja o que tá quebrado e as peças que estiverem boas, ele usa no conserto das geladeiras que estão na garantia - que assim ele não tem gasto nenhum e ainda recebe da Consul - isso é o que eu acho. Essa é a explicação lógica e plausível pro fato do conserto ser sempre 390 reais, valor fixo...


Então, repleto de luz em volta dele, com o sorriso mais lindo do mundo, cheiroso e maravilhoso, meu amado filho (engenheiro formado pela Mecatrônica da Poli como segundo de sua turma) pegou sua caixa de ferramentas e desmontou novamente o congelador (deixado faltando parafusos pelo técnico, com o isolamento de isopor quebrado e totalmente imundo de graxa...) e, depois de mexer e remexer, disse que o que estava quebrada era a resistência (que aquece o gelo aos poucos, fazendo-o derreter e escorrer pela canaletinha nas costas da geladeira, prá ele não acumular. Sem essa resistência - e porque a geladeira é feita prá trabalhar com ela - quando começa a fazer gelo, não degela na hora certa e entope a parte responsável por espalhar o frio por ela todinha e ela pifa...). 

Anotou os dados da geladeira, entregou pro pai, que foi numa loja que vende peças de geladeiras e fogões lá na rua Guaiaúna - onde uma resistência nova custou apenas 25 reais

Em menos de uma hora meu moleque retirou (aos pedaços) a resistência antiga, instalou, colou o isolamento de isopor como um quebra-cabeças, deixou ela limpinha e ligou de volta na tomada - e ela está funcionando lindamente desde então.

Já pensou se eu tivesse topado o conserto do técnico? A essas horas eu estava 390 reais mais pobre, com uma garantia de apenas 3 meses - e ele, com o meu congelador que iria pro lixo (mas que ele ia levar) estaria 365 reais mais rico, porque iria comprar apenas a mesma resistência que compramos, trocava e colocava na geladeira de outro alguém, que também ia ter um prejuízo de 390 reais!

Que raiva que dá de gente desonesta - mas Deus no céu tá vendo, ah se tá... 

Graças ao meu filhinho, toda hora que eu passo na frente da geladeira (funcionando como nova!), dou um sorriso feliz...

Também foi ele que consertou a televisão que ia pro lixo - 42 polegadas de sonho, com o som estragado... Nisso já se foram quatro anos e ela ainda tá lá, na estante da sala. 

Desde pequeninho ele é assim: abre tudo, vê como funciona, conserta... Secador de cabelos, liquidificador, computador...

Falei outro dia prá Fernanda: "Sou a mulher mais sortuda do Universo: o homem mais lindo, inteligente, cheio de bondade e cheiroso do mundo me ama e nunca vai deixar de me amar, porque eu sou a mãe dele...".

Quer saber o que ele conserta mesmo? Meu coração. Só ele, não: toda vez que eu fico triste, ele e as irmãs percebem de longe, pelo ar, pela voz, pelo meu jeito de andar - e me consertam na hora, com abraço e beijo, com sorriso e amor.

Eles são minha Assistência Técnica - e, prá eles, eu estou sempre na garantia...

16 comentários:

  1. Rosa tive o mesmo problema há três meses com a lavadora de roupa. Chamei a "autorizada". O técnico, há dez passos da máquina, me disse que ficaria em R$790,00 e que não valia consertar uma máquina com três anos de uso, principalmente se era utilizada todos os dias. Não ligou a bichinha e foi falando tudo que tinha que trocar. Quando questionei que era apena o câmbio (meu marido já tinha me falado), ele vei com a conversa mole que se troca isso e não troca aquilo, volta a quebrar. Perguntei para a vizinha que consertava a dela, e chamei um senhor da rua ao lado, técnico há muitos anos. Pacientemente, examinou a máquina e disse que era apenas o câmbio e que podia recondicioná-lo ficando em R$ 180,00. Depois de um mês assistência técnica ainda teve a coragem de ligar falando que daria desconto. Pena que eu estava sem voz para contar sobre a falta de profissionalismo e ética do técnico que fez o orçamento.
    beijo, bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E três anos de uso é muito? Absurdo, são um bando de desonestos... Ainda bem que a tua vizinha te socorreu com a indicação de um bom técnico.

      Beijos, Cláudia querida!

      Excluir
  2. Ai mamãe coruja….rsrsrs, que beleza ter um filho assim.
    Que bom que tudo teve um final feliz!
    Bjs e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  3. Rosa...a sorte é que o meu companheiro...é a minha assistência técnica...sempre ao dispor!!! =)
    E até assiste ao meu coração...também! Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo, Maria da Graça! Parabéns pelo teu "técnico" particular, que Deus abençoe a ambos. Beijos!

      Excluir
  4. Que raiva dessas "assistências técnicas"!!!Já passei por isso também!!! Que coisa!!
    Mas...que final lindo você escreveu Rosa....amei ;)
    Aqui em casa tenho muito amor de todos mas sabe quem me conserta mesmo??? No grau. Direitinho. Sem erro? Deus ;) é orar um pouco, silenciar sentindo a presença amorosa de Deus que já estou tinindo de nova ;)
    bjsss
    Olivia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está certa, Olívia querida: Ele é o melhor técnico mesmo, conserta tudo. Parabéns pela sábia escolha.

      Beijos!

      Excluir
  5. Rosinha, o meu aspirador está aspirando mal. Então eu pensei no seu menino ... E a placa, e a TV e ...
    Brincando querida. Tenho horror a parafusos e o marido ainda pior.
    Pago tudo!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você não morasse do outro lado do planeta...

      Beijos, Nina querida!

      Excluir
  6. Que delícia vim te ver e ler um texto tão cheio de amor.O que mais me encanta em vc minha querida amiga é sua capacidade de sempre ver coisas boas em tudo...
    Saudades, fiquem todos com DEUS.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas o bom humor é resultante do meu filhinho ter consertado a geladeira: se eu tivesse que pagar os quatrocentos contos, estaria mastigando a língua de raiva...

      Beijos, Rosangela querida!

      Excluir
  7. vixe, da próxima vez nem chama a assistência prá deixar as impressões criminosas nos seus eletrodomésticos... hehehe
    Que bom que o super filho resolveu o problema

    agora você quer saber o que gera uma raiva sem solução eu te conto: o consulado geral brasileiro em Nova Iorque. O email deles estava com problema, tive que marcar hora pelo telefone (péssimo atendimento ao telefone, ao que parece eles esperam que a gente adivinhe que o email deles tá com problema). Fui na hora marcada (moro em outra cidade, levo 1 hr e meia prá chegar), levei o meu pequeno de 3 anos comigo, e depois de 2 hrs esperando no consulado me mandam embora porque segundo eles "eu não tinha hora marcada", o vice consul não autorizou que eu fosse atendida e se recusou a vir falar comigo pessoalmente. Não é prá dar uma gastrite? Enquanto estavam na palhaçada de ir falar com um e com outro, a pessoa que ia ser atendida junto comigo e ia fazer o mesmo que eu, foi atendida, teve que sair prá tirar foto, voltou, esperou, foi atendida novamente e saiu de lá com o que precisava. E infelizmente eu não tenho outra alternativa... no final tive que voltar outro dia...e mais uma vez ser mal atendida, mas pelo menos fui atendida, me sentindo quase como uma refém deles. lugar bizarro. depois vou escrever uma cartinha prá o ministério das relações exteriores, já passei raiva lá, mas dessa vez foi o cúmulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escreva a cartinha pro Ministério mesmo, não custa tentar. Vai que quem ler tem coração, não é mesmo?

      Sei lá, tem horas que a gente fica se sentindo perdida, sem ter a quem recorrer...

      Sinto a tua revolta, minha querida...

      Beijos!

      Excluir
  8. Que carinho de filho que ajuda no orçamento de casa! Isso meu filho também gosta de achar soluções pros problemas aqui em casa!
    Mas essas assistências dificilmente tem perda, claro, eles sempre aproveitam de tudo. Uso uma assistência que eles dizem quando é aproveitado alguma peça, sem custo algum e só pago a mão de obra. Acho isso bárbaro, e sou fiel a seu serviço e eles cresceram, achaque foi pela honestidade. Eles consertam ferros de passar, aspiradores, eletrodomésticos em geral.
    bjs Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não ando dando sorte com Assistências técnicas, graças a Deus o filhote é talentoso e bem intencionado...

      Beijos, Nina querida!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...