Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Um jeito maluco de tecer!


Vocês não vão acreditar: o tecido diferente do casaco dessa mulher, na verdade, não é tecido: é nada mais nada menos que um monte de linha embaralhada, uma bagunça só. E - de repente - mediante a visão dessa artesã, virou uma peça de tecelagem, sem ponto e nem preocupação - só a vontade de criar a partir do próprio Caos!

Essa técnica é chamada de "crazy-vul" ou tecido maluco e a moça fez assim:
Recorta o molde das costas em papel de seda

Faz também os dois moldes das frentes - repare que estão curtos, pois a artesã resolveu criar, em separado, uma pala.

Moldes das mangas

Separe os fios que vão ser o fundo da tecelagem: ela escolheu fios de lãs e linhas brancas, de diversas espessuras  e padrões.

Espalhe os fios sobre o molde, fazendo círculos e mais círculos. Repare que ela se conteve no contorno do molde. Um detalhe: por cima do molde ela colocou um pedaço de véu branco, o que garante que os fios de lã fiquem mais seguros no lugar, sem escorregar no papel de seda.

Agora fios coloridos prá fazer desenhos - ela escolheu um tema floral, então resolveu faer flores em tons de vermelho e amarelo e volhas em vários tons de verde

Olha que genial: ela corta fios e os dispõe sobre a massaroca branca, criando flores malucas e abstratas nos lugares que ela quer que tenha flores em todas as partes da blusa - costas, frentes e mangas.

Usou diversos tipos de fios, prá deixar a flor bem original

Fez botões de flor pequenos...

botões maiores, seus pedúnculos e cabinhos...

Com o tear circular fez pequenas flores azuis

E os arranjou como bem quis

Abusou da imaginação...

Terminado o arranjo, cobriu com outra folha de molde feita em seda...

E costurou tudo, com linha da mesma cor do fundo (branco), em espaços pequenos e mais ou menos regulares, como num quilt.

Trabalha agora as duas frentes

Seguindo o mesmo estilo e design

Flores...

E mais flores. Um lado não precisa, necessariamente, ficar igual ao outro...

Cobre com papel de seda e costura e parte prás mangas:


Depois de tudo feito, é isso o que ela tem. Agora é só tirar o papel de seda com cuidado - o melhor jeito é dar uma enrolada em cada uma das peças, uma torcidinha de leve (bem de leve mesmo, prá não arrebentar a linha de costura) e aí tirar pedacinho por pedacinho de papel até ficar tudo limpinho.

Feito isso é só costurar, como se você estivesse costurando uma roupa na máquina mesmo, ou então costurar à mão, como se fosse uma blusa de tricô ou crochê.  A artesã escolheu fazer uma pala de crochê com umas pipocas, uma golinha mao e terminou arrematando tudo com crochê mesmo. Não ficou demais?



 Ela é especialista nesse tipo de arte - olha só que vestido azul lindo ela fez usando a mesma técnica:

E este vestido preto, com detalhes em laranja? Ela mistura a palinha simples em crochê com o seu tecido único e original e cria peças lindas. 
Maravilhosa! Agradeço a Deus por existir internet - é uma enxurrada de criatividade que inunda minha mente a cada vez que eu me sento em frente ao monitor - e, sinceramente, as artesãs russas tem minha completa e incondicional admiração. 

As peças acima eu vi neste site AQUI.

Mas olha só um casaco Channel  feito na mesma técnica (só que, no lugar do véu - prá dar sustentação - a mulher usou tecido de algodão; ao invés de massaroca de lã buclê, ela dispôs os fios de maneira mais ou menos ordenada):


Imagens tiradas deste site russo AQUI. E, se vocês forem lá, podem conferir o genial passo a passo (um pouco diferente, mas igualmente fácil) da criação desse tecido que imita tão bem a lã...

20 comentários:

  1. Quando a gente pensa que já viu de tudo...
    Lindo trabalho e um lindo dia para vc.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um lindo fim de semana prá você também, Rosangela querida! Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Tudo depende do bom gosto usado na peça, não é mesmo? Beijos e um lindo final de semana, Márcia querida.

      Excluir
  3. Com certeza a imaginação foi longe e ficou muito bonito! bjs e lindo dia! Nina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um lindo final de semana prá você, Nina querida. Beijos e obrigada!

      Excluir
  4. Muito legal mesmo, Rosa! Até um certo ponto do passo a passo, parece que vai virar uma feltragem. Depois muda e vira uma tecelagem muito original. Que belo encontro você fez na internet!
    Beijinhos e bom dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei que parecia feltragem, Lígia querida. Ainda bem que me surpreendeu o resultado, foi inesperado. Beijos e um lindo final de semana!

      Excluir
  5. wooh che bella questa tecnica ...bellissima la maglia ....bravissima
    Ciao da Donatella

    ResponderExcluir
  6. Nem queria acreditar...quando vi!
    Simplesmente genial!...Quem sabe um dia destes não o faço!
    Hoje lancei-lhe um desafio!
    Quando puder vá ao meu blog...assim que puder!
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz a brincadeira, Maria da Graça querida. Obrigada por lembrar de mim. Beijão!

      Excluir
  7. Respostas
    1. Beijo, Nina querida, e obrigada pela visita!

      Excluir
  8. A imaginação e a criatividade não têm limites! Obrigada por nos mostrar estas coisas fantásticas.
    Amiga querida, tenho uma surpresa para ti. A minha filhotinha fez um e-book com a revista 1000 receitas de tricot que partilhaste. Converteu tudo em PDF. Vou publicar lá nos miminhos, se quiseres vai lá buscar, ficou mais fácil de visualizar.
    Beijo carinhoso amiga.
    http://miminhosdaidalia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Idalia querida! Agradeça à sua filhinha por mim - vou colocar um link no meu blog direcionando à você. Beijos!

      Excluir
  9. Rosa, querida,

    Fiquei boba em ver esses trabalhos.

    Inacreditável, lindo demais e original.

    beijinhos,

    Lígia e =ˆˆ=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E bem fácil de fazer também, não é mesmo, Ligia querida? Fico feliz que você tenha gostado. Beijos!

      Excluir
  10. Olá Rosa, estou escrevendo só para te deixar feliz, pq eu sei que vc gosta de comentários no seu blog: amei o post das roupas baratinhas e das comidinhas gostosas seu. eu era assim como vc em muita coisa em termos de criatividade, mas conforme fui amadurecendo e a vida sendo tão dura comigo, minha criatividade foi desaparecendo aos poucos e só me dei conta disso depois que descobri blogs como o seu. Triste realidade, a vida tão corrida e dura judia de+ de alguns, enquanto outros que não tem nada pra fazer parecem levar a vida tão de boa na moleza e ainda precisam ser ajudados... Acho que vc é o que eu teria sido se eu tivesse continuado a ser quem eu era naquela época. Lembro de tanta gente me perguntar como podia ser tão jovem e tão criativa. Mas o bom final dessa história foi a invenção da internet e dos blogs. Amo tudo isso. Me fazem querer fazer ainda algumas coisas antes de partir dessa pra melhor, rsrsr. Quanto aos alimentos, tbm sou assim, uso tudo congelado, mas eu mesma congelo a maior parte, e o que não dá, faço como vc. Pena que ainda não achei por aqui este alho, a cebola e a batata que vc citou aí no post, mas qdo achar, não terei medo de experimentar, já que vc testou e aprovou. Ah, por falar nisso, quero que saiba, que após cerca de 20 anos, voltei a usar minha máquina de tricô, e 95% da culpa é sua. Suas "aulinhas" me ajudaram a relembrar taaaaanta coisa, e aprender muuuuitas outras, brigadin, fia. Bjs. Dirce

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindas as coisas que você me disse! Muito obrigada por tanta bondade, tanta gentileza! Mas fiquei triste em saber que você perdeu parte do encanto com a dureza da vida - tem que consertar isso correndo, mulher! Sempre se pode retomar o curso: é difícil, mas somos fortes, não somos? Fico feliz em saber que posso contribuir de alguma forma... Beijos e muito obrigada!!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...