Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

"O" Bolo de coco...

Aqui em casa existem bolos que só são feitos em ocasiões especiais, cujas receitas são sempre seguidas à risca e que, talvez por isso, sejam aguardados com ansiedade e apreciados com veneração.

O Bolo de Aniversário - que já ensinei a fazer AQUI. Ele é um bolo simples - e, relendo a dita postagem, me dei conta de que não contei a história por trás do bolo - que mancada! É uma pena - tem uma história linda, pois o aprendi com a mãe de uma amiga minha de infância, que ajudava no sustento da família fazendo ele, dia após dia: Dona Mafalda, já falecida há muitos anos e que o fez também prá mim, de presente, no dia do meu casamento... Saudades é pouco...

Bom, mas a história hoje é outra: a do "Bolo de Coco de Natal"... 

Quando, no final do ano, o Marildo vai pro almoço com o grupo de voluntários, faço prá ele levar o meu maravilhoso Macarrão com Berinjela, minha Torta de Atum com Queijo e esse bolo - todo mundo se esbalda, não sobra nada. Por isso tenho que fazer também um prá gente, mais um prá levar na casa da minha cunhada, outro pro almoço na casa da minha enteada, outro prá minha mãezinha - Ufa! Haja gás no fogão!!!

A primeira vez que eu comi esse bolo quase surtei - nunca tinha comido algo tão bom! Uma colega de trabalho fazia aniversário e foi, de setor em setor, convidar todo mundo prá dar uma passadinha lá no setor dela prá comer um pedacinho do bolo - e eu querendo deitar o cabelo no bolo e comer feito um animal selvagem!

Desde que ela me ensinou eu fiz e, como era a semana do Natal, acabou virando bolo natalino - mesmo sem levar nem passas, nem licor ou o que mais nos remeta a essa data. A Lola é absolutamente apaixonada por esse bolo, fala dele o tempo todo (mas, se eu fizer o tanto de vezes que ela quer, vamos todos acabar explodindo - é impossível comer só um pouquinho dele e ele é muito calórico - Sniff...). 

Eu tenho certeza de que vocês, da primeira vez que fizerem até o fim de suas vidas, vão amar fazer e mais ainda deliciar a todos com esse bolo cremoso, que lembra um pavê, que deve ser aparentado com um pudim e que desmancharia na boca como um pedaço de sonho se a gente não tivesse que exercitar a mandíbula e os dentes prá mastigar tanto coco...

O BOLO

4 ovos
1 copo (requeijão) de água fria
18 colheres (sopa) de açúcar
16 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de fazer:

Bater as gemas, a água e o açúcar no liquidificador. Misturar numa tigela o trigo com o fermento, juntar aos poucos a mistura do liquidificador e, quando estiver homogêneo, acrescentar as claras em neve. Assar o bolo em forno médio pré-aquecido por uns 20 minutos ou até ficar levemente corado por cima.

Dica: Esse bolo é servido na própria forma em que é assado. Assim sendo, prá ser prática, eu o asso em uma forma de alumínio descartável, e depois mando o alumínio prá reciclagem, sem me preocupar com a lavagem. No entanto você pode, depois de assado o bolo, passá-lo prá um marinex ou uma travessa bonita como eu faço  às vezes (mas que seja alta - pois ainda vai um montão de coisas por cima dele...).

A CALDA (prá umedecer o bolo)

18 colheres (sopa) rasas de açúcar
1 xícara de chá de leite
1 vidrinho de leite de coco
2 colheres (sopa) de manteiga

Leve ao fogo até derreter a manteiga

O CREME

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
3 latas de leite comum
1 gema de ovo
2 colheres (sopa) de maizena

Modo de fazer:

Passar a gema pela peneira (prá segurar a pelinha, que deixa cheiro ruim) e bater todos os ingredientes juntos no liquidificador. Levar ao fogo até engrossar, mexendo sempre com colher de pau e, após engrossar, mexer por mais 3 minutos em fogo baixo prá cozinhar bem o amido.


O TCHAM

2 pacotes de coco ralado desidratado ou (MELHOR AINDA!) coco ralado fresco


Depois de assado o bolo e com ele ainda quente, fure-o com o garfo e despeje de forma homogênea a calda. Em seguida espalhe o creme e, por último, o coco ralado. Cubra a travessa com filme PVC e deixe o bolo descansar 24 horas (IMPORTANTE), pois só aí ele fica delicioso mesmo.

Aproveite-o bem e seja feliz!!!


28 comentários:

  1. Rosa, não tenho dúvida de que fica delicioso!! Só tem coisa boa nessa receita, como ficar ruim?
    Uma cunhada faz um parecido, "só que não", também no Natal. A família toda fica cobrando meses antes: vai ter o bolo de coco, né?
    Vou fazer o meu com leite zero lactose da Piracanjuba, conhece? Essa receita não dá prá substituir por soja, pois vai bastante leite e o gosto ficaria muito acentuado. Vai pro meu caderninho ( ainda tenho caderno de receitas). Obrigada!!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não conheço esse leite zero lactose não, mas já fiz só com leite de soja e ficou bom, as crianças gostaram - se bem que preferem com leite de vaca mesmo... Mas experimenta fazer e depois me conta, Luci querida. Beijos!

      Excluir
  2. Rosaaaaaaaaaaaaa, engordei só de ler! Vou fazer, minhas filhas amam fazer bolo...
    Bjus!!
    Liege

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então faz, que é fácil e vai ficar na história!

      Beijos, Liege querida!

      Excluir
  3. ai d rosa eu adoroooooooooo coco fiquei morrendo de vontade vou fazer qualquer hora dessas,faço um que é molhado na própria forma mas não vai o creme só a cobertura de leite de coco e coco. postei um
    comentário na postagem anterior mas ele sumiu,o casaco é lindo vou tentar fazer mas vou comprar 2 cones pois acho que minha maquina gasta mais lã, a regulagem é um pouco maior que a sua, mas acho que vou fazer fechado, pois minha experiencia com blusa aberta não foi muito boa. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fechada vai ficar bonita também, Elisabete, mas eu acho aberta muito mais fácil, pois não tem que paralisar um lado enquanto faz o outro por causa do decote...

      Depois que fizer me mostra, tá bom? Beijos.

      Excluir
  4. Deve ser delicioso, vou experimentar!
    Beijinho! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas faz mesmo - que não é bom ficar com vontade com um bebezinho a caminho, Filipa querida. Beijos!

      Excluir
  5. Muito obrigada pela receita, vou fazer em uma data especial para virar tradição e não banalizar (e de quebra vou lembrar de ti, sempre que fizer). Eu também faço algumas receitas só em determinadas datas, para serem especiais.
    Adorei a história do bolo, linda.

    Quero a receita da torta de atum com queijo rs

    Fui ver a receita do bolo de aniversário e já salvei também. Muito bom!

    Assim eu não vou emagrecer nunca! hahaha

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que, quando eu fizer de novo a torta de atum com queijo, eu fotografo e posto a receita!

      Beijos, Lia querida!

      Excluir
  6. Nossa Rosa, que manjar dos Deuses! Sou louca por tudo o que leva coco! Já copiei a receita.
    Bjs e ótima semana
    P.S. : Olha, sobre sua dúvida da torta de abobrinha: com o farelo de trigo fica bom, mas eu prefiro com farinha, fica fofinha e saborosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro coco - bom demais...

      Obrigada pela dica da torta, Doutora querida! Beijos!

      Excluir
  7. Olá flor seguindo seu lindo blog*-*
    Vem conhecer o meu,bjs
    http://evangelizando-comamor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já fui, Maria Assunção. Beijos e obrigada pela dica.

      Excluir
  8. Ai Rosinha querida, você é uma mulher que AMA!
    Que coisa mais linda!
    Quer coisa que renove mais do que o amor?
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Comadre, vc acabou comigo agora... água na boca.... vergonha de dizer que comprei um bolo de caixa hj.... preciso melhorar as coisas aqui na cozinha.
    procurei um email seu e não encontrei, vc pode me mandar um? costura-quase-reta@hotmail.com queria te fazer uma perguntinha ;-)
    bjo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que agora você vai conseguir perguntar... Ah, e quanto a bolo de caixa: também gosto, cada um tem seu encanto - como todos, sem preconceito.

      Beijos!

      Excluir
  10. Rosa

    Estou comendo com os olhos o seu bolo e com água na boca!!
    Agradeço pela receita.

    Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imaginando quando você fizer - aí teus olhos vão brilhar, iguais aos meus...

      Beijos!

      Excluir
  11. oi dona rosa eu de novo estive vendo as postagens antigas e vi uma jaqueta preta que a senhora fez na maquina é de 2011, insisto de novo porque a senhora não faz um dvd pra vender com peças completas, apesar da senhora colocar tudo mastigadinho aqui no blog tem um monte de gente como eu pedindo SOCOROOOOOOOOO pois se perde muito pra mim é mais fácil aprender vendo do que com a explicação escrita , parece um bicho de 7 cabaças. os vídeos no you tube não são completos serve pra quem já tem alguma pratica, olha eu vou ser sua primeira cliente e aposto que terá muitas outras, tem um monte de gente que tem maquina mas não sabe como lidar com ela, e a dificuldade de encontrar quem ensine é enorme a senhora sabe disso. o crochê eu comprei o dvd da elaine crochê ,e aprendi alguma coisa , mandei um e-mail também pra ela mas ela disse que não tem muita habilidade com a maquina, e que fazia 6 meses que ela não fazia nada na maquina. pense com carinho na ideia bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria bom, eu ia adorar fazer os vídeos, Elisabete querida. Só tem um probleminha: um dos meus filhos ia ter que arranjar tempo prá me ajudar, filmando... Quem sabe no futuro, se eu voltar a ter empregada...

      Beijos e obrigada pela dica.

      Excluir
  12. Rosa, esse bolo deve ser mesmo uma delícia, mas ... calórico, hipercalórico!
    Uma vezinha só não faz mal.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é mesmo bolo prá se ficar repetindo, fazendo sempre - mas uma vez ou outra...

      Beijos!

      Excluir
  13. Ai, Meu Deus!!!

    E eu já estava perdendo essa sua postagem.

    Rosa, rosinha, agora estou assim...com muita vontade de provar esse bolo.

    Anotei no meu caderninho...quero fazê-lo.

    beijinhos,

    Lígia e =ˆˆ=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz que você vai se apaixonar, é um bolo ótimo prá uma daquelas reuniões que você faz com blogueiras - elas vão pirar!

      Beijos!

      Excluir
  14. Rosa, será que vou conseguir esperar 24 horas para comer esse bolo? Você descreve de um jeito, de um jeito que a boca vai enchendo de água, largo o computador e vou xeretar na minha geladeira. Quero doce, preciso comer uma coisa doce. Estou torcendo as mãos, revirando os olhos... quero, quero doce, doce....
    Devo estar carente e você vem com essa? Sábado tenho visitas em SP e quero fazer bonito. Farei e, certamente, irei me lembrar de você. Bem, farei na sexta e ele deve ser comido a que horas então? Ah, vou comer no sábado mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Helena, tuas visitas vão adorar - ele é tão delicado de se comer, tão leve e cremoso... Quanto à vontade de doces eu, quando fico atacada, tenho sempre à mão ameixas pretas e chips de banana verde - estas últimas tem na versão doce e na salgada, são deliciosas, pouco calóricas e ricas em magnésio, que faz bem prá gente...

      Depois me diz como foi a recepção do bolo...

      Beijos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...