Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Mais pipoquinha

 Com um top cor da pele ficaria melhor (é que a Naninha posou para todas as fotos do que eu fiz nas férias no mesmo dia e hora - preguicinha de se trocar depois da ginástica...).
 Detalhe do acabamento: 3 carreiras de ponto baixíssimo, uma carreira de: 3 correntinhas, 2 pontos altos no mesmo lugar de onde "brotaram" as 3 correntinhas, pula 2 pts. de base e prende com um pto baixíssimo.
 É esta a linha, mas não estou achando mais prá vender (peninha...)

Receitinha de mãe:
"Mas, Dona Rosa, Ponto Pipoca DE NOVO? A sra. não cansa?" Não, não canso... 

É assim: volta e meia eu dou minha passeadas na internet, xeretando o blog de todo mundo (é isso mesmo, eu sou uma xereta). Aí eu vejo coisas lindas (na verdade, lindíssimas) que artesãos e artesãs maravilhosos fazem, fico babando, sonho fazer - até perco o sono, na verdade. Daí, no dia seguinte, depois do meu golinho de café, caio na real e molho a pontinha dos pés na depressão: nunca vou conseguir fazer aquelas coisas lindas, aqueles xales, blusas de pontos trabalhados. "Magine" eu "dois tricôs, uma laçada, sete pontos de meia do avesso, uma volta na esquina num pé só assoviando e chupando cana"... Então, na carreira 2 muda tudo, complica mais ainda! Nem quando era nova eu tinha cabeça prá isso. Tem que ser simples, básico, repetitivo, prá eu poder conversar com a família enquanto tricoto, um olho no ponto e outro no meu desenho animado favorito... E o ponto pipoca, apesar da aparência de complicado, é super simples, é só pegar o jeito. 

É bem repetitivo: número de pontos tem que ser múltiplo de 3 mais 2 pontos para as beiradas (por ex., 12 + 2 = 14, 40 + 2 = 42, etc.); as carreiras do direito são SEMPRE  em ponto tricô; no avesso é que as pipocas são feitas - faz sempre um ponto de borda em tricô (prá ajudar na hora de costurar a blusa), daí faz 3 pontos em um só (faz um ponto meia, um tricô e outro meia no mesmo ponto, só derrubando ele depois que fez os 3 pontos) e, prá compensar, pega juntos os próximos 3 pontos e transforma eles em um. Faz isso a carreira toda (transforma um ponto em 3, transforma 3 pontos em um). Na próxima carreira, que é no direito do trabalho, faz em tricô. AGORA é que vão se formar as pipocas: você presta atenção na penúltima carreira (em que você "transformou" pontos). Aqueles 3 pontos que você fez, agora você transforma em um e, prá compensar (prá não ficarem faltando pontos), você pega aquele um ponto e faz virar 3 de novo. 

Pronto: é só isso. 

Pura matemática primária. Toda carreira tem que continuar com a mesma quantidade de pontos - só diminui quando você arremata nas cavas ou no decote. E, prá facilitar, quando arremata, faz isso a cada 4 carreiras, assim você "come" uma pipoca de cada vez e o arremate tem um bom caimento. Prá mim, é um coringa: fácil de fazer, todo mundo que vê pensa que eu sou uma tricoteira de primeira... Eu penso assim: a gente nunca vai conseguir ser excelente em tudo, sempre vai ter coisas nas quais a gente não se sai muito bem. Tricô irlandês não é prá mim (o máximo, faço umas cordas...) e rendas, só de crochê ou no tricô à máquina, onde o transportador é meu querido amiguinho... Fazer o quê... Nunca disse que era perfeita. 

Se você gostou do ponto e quer tentar, mas achou minha explicação difícil, assiste este vídeo aqui:


Esta foi aquela blusa que eu fiz nas férias, no intervalo de costurar camisas (então, nada mais justo que eu interrompa a caçada às camisas para apresentar esta beleza a vocês. Gostaram?).

Bons Tricôs! 

7 comentários:

  1. olá Rosa! vc fala tanto nesse ponto que estou ficando tentada a fazer. Ele fica mesmo uma gracinha. Tenho uns rolos de Anne amarela antiiiigoooossss,que vou usar.Essa Anne que vc disse que não encontrava mais eu nunca vi por aqui. Se eu fizer posto e te aviso. Pena que não posso usar seus graficos pq estou pra la de tamanho 50. Haja dieta!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Célia! Você viu a outra blusa que eu fiz com essa mesma linha, na cor verde-água? Fiz com agulha mais grossa, então fica mais esburacada e em manequim maior. Faça esta mesma receita aqui, só que com agulha 8 que provavelmente vai servir em você. Por segurança, aumente uns 8 pts que deve ficar bom. Quanto à dieta, o importante é ter saúde e ser feliz. Se você está bem assim, não ligue prá opinião alheia... O + importante é você se gostar. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Rosa,muito lindas suas blusas...Parabéns!!!
    Passa lá no blog que tem selinho pra vc!!!
    Beijos Ana.

    http://aninhacrochetricot.blogspot.com/2012/02/selinho-que-ganhei.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passei lá, linda, e adorei o blog. Quanto ao selinho, tem um pequeno porém: não tenho 7 amigas para quem enviar, se esta for a condição para obtê-lo... Mas, agradeço o carinho. Beijão!

      Excluir
  4. Oi Rosa, perguntinha....posso comprar uma máquina sem frontura, mesmo???Não vai fazer falta??Vejo que tu faza umas coisas lindas sem frontura.
    Bjus!!!
    Liege

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liege: a postagem de hoje é especial prá você. Beijão e parabéns pelo talento excepcional e pelos blogs.

      Excluir
  5. Rosa, milhões de agradecimentos!!!Não pensei que viria tudo tão bem explicado!Note bem, eu nem sei lidar com a máquina, vou ir na cara e na coragem, e por tua causa, vi cada blusinha linda, feita com uma linha apenas....Me empolguei.
    Amooooooo o jeito que escreve, queria ter esta habilidade, porém isto não é pra todas.
    Assim, me contento em ver teus belos e variados trabalhos, e agradeço novamente.
    Bjus!!!
    Liege

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...