Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

O Pastor Adormecido


Era uma vez um jovem pastor, muito pobre, que todas as manhãs saía para tomar conta das ovelhas tão logo o sol nascia, levando para comer apenas um pedaço de pão. Todo dia, quando não agüentava mais a fome, ordenhava uma ovelha para conseguir um pouco de leite, comia o pedaço de pão e se recostava, na sombra de uma árvore, sonhando com um futuro melhor - e acabava, invariavelmente, pegando no sono.

Um belo dia passou por ali uma carruagem carregando uma linda princesa, que vinha de muito longe - e ia prá mais longe ainda - e que, vendo o rapaz ali deitado, movida de curiosidade, mandou o cocheiro real parar. Chegando perto, disse:

- Mas que lindo rapaz, tão jovem e forte, dormindo tão sereno deitado, assim, na grama! Acho que nunca, em minha vida, vi alguém tão lindo! É com alguém assim que tenho sonhado por toda minha vida! Vou acordá-lo e tenho certeza que, ao me ver, também se apaixonará por mim, e então vamos nos casar e seremos felizes para sempre..
.
Mas, quando estava para acordá-lo, notou que o mesmo suspirava, com um sorriso nos lábios, e não teve coragem... Pensou que, talvez, nesse momento, ele estivesse a sonhar com ela e disse para si mesma:

- Mais tarde passarei por aqui...

Seguiu seu caminho e nunca mais voltou.

Passado um tempo, enquanto o pastor ainda dormia, eis que surge um criminoso, cruel e desalmado, perseguido em todas as localidades por diversos crimes e, deparando com o pastor a dormir assim, tão tranqüilo, disse:

- Desgraçado! Como se atreve a levar a vida assim, tão calmamente, enquanto eu, por quase nada, sou tão perseguido e injustiçado... Vou agora mesmo matá-lo!

Mas, vendo que o rapaz dormia a sono solto, com um sorriso nos lábios, pensou melhor e disse:

- Não! Enquanto dorme, não sofrerá os medos e as dores que quero afligir-lhe. Voltarei mais tarde, quando estiver desperto, e acabarei com a raça dele...

E o criminoso seguiu seu caminho e nunca mais passou por ali.

Ainda nessa mesma calma e sonolenta tarde, enquanto ainda dormia o pastor, passou por ali outra carruagem real e o Rei de um distante país, passando por ali de visita, parou para dar descanso aos cavalos e, vendo o pastor adormecido, aproximou-se dele.

- Mas que lindo e nobre rosto tem este rapaz... Vê-se logo que é esforçado, ainda tão jovem e cansado do trabalho, acabou pegando no sono... Ele seria o filho que a vida me negou, ainda mais agora que me vejo velho... Vou acordá-lo e dizer-lhe da minha intenção de torná-lo meu herdeiro!

Mas, quando ia fazer isso, o jovem pastor remexeu-se na relva, aconchegando-se em seus sonhos... O Rei, então, com pena, dispôs-se a voltar um outro dia, numa outra hora...

Foi-se o rei seguindo seu caminho, e nunca mais voltou.

Quantos de nós passam pela vida assim, dormindo, enquanto se aproximam de nós e vão-se embora o Amor, a Riqueza e a Morte...

(Malba Tahan - adaptação minha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...