Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Linda como folhas no Outono






Essa é uma blusa já meio velha, tirada de uma revista Mon Tricot mais velha ainda. Dá prá ver o amarelado, ela tá com aquele jeito carcomido de velharia encontrada nas tumbas do faraó.

Na revista eles usavam outras cores (por exemplo, verde militar no lugar de preto). Gostei mais da minha...

Escaneei uma parte do "diário" da blusa, só prá vocês verem como foi que eu fiz - e como minha letra (que sempre foi bonita quando eu era jovem) está cada vez mais esculhambada...

Quanto à regulagem que eu usei, 7 e meio, posso garantir que fica boa. Se vocês lerem na receita da revista, eles mandam usar 8, mas eu usei 7 e meio porque já estou acostumada: não fica aberta, fica macia e já aguentou mais de 8 invernos firme e forte (e mantendo o charme...)

O modelo é meu amado filhinho, o bebê mais lindo do mundo, cheio de estrelinhas em volta dele, com cheirinho de pão quentinho...

Blusa em Jacar Tons de Terra

Material: Lã cristal preta, bege, vários tons de marrom, ferrugem, branca (sobras)

Costas: Montar 169 pontos, regulagem 3, barra 2 x 2 por 24 carreiras. Zera a contagem.
Passar para a regulagem 7 e 1/2, tricotar 138 carreiras em jacar, fazer uma marca em cada uma das laterais amarrando um fio de cor diferente (para marcar o início das mangas), zerar a contagem novamente, tricotar a partir daí mais 80 carreiras, retirar com fio de outra cor.

Frente: Fazer igualzinho nas costas. Na carreira 48 após a marca das cavas, fazer o decote (marcando em que linha da cartela está e quais são as cores no A e no B, diminuindo (puxando para frente as agulhas) 24 pontos, depois, a cada 2 carreiras, 5, 4, 3, 2 (3 x), 1 (5 x). Na carreira 80 tirar com fio de outra cor. Retomar o outro lado e fazer igual, diminuindo 5, 4 etc.

Mangas: 86 pontos, regulagem 3, barra 2 x 2 24 carreiras, zera a contagem. Põe a cartela e trabalha em jacar aumentando 1 ponto de cada lado na primeira carreira e depois a cada 4 carreiras. Na carreira 140 tira com fio de outra cor.

Gola: 149 pontos, regulagem 3, barra 2 x 2 por 64 carreiras. Tirar com fio de outra cor e aplicar com ponto de malha no pescoço da blusa, depois de costurá-la na própria máquina, com remalhador ou linker.

Observações importantes:

- Fazer um "diário" para a confecção dessa blusa, anotando, a cada troca de cor, que cor entra no A e qual entra no B, dessa forma a frente e as costas seguem a mesma padronagem e seqüência, bem como as mangas;

- Não esquecer de anotar a carreira em que começa o pescoço, em qual linha da cartela está, quantos pontos estão sendo suspensos a cada carreira;

- Jamais esquecer de apertar o dispositivo que não deixa os pontos tricotarem e nem caírem quando puxados para a frente (botão de retenção H).

2 comentários:

  1. Bem, pra variar... muito linda a blusa... o jacquard é muito chique...
    mas me fala uma coisa: o seu ponto atras fica solto??? ou não??? pois a blusinha que fiz pra minha filhota, fiz no jacquard e ficou... existe algum segredinho???
    beijocas, Tathy
    Ah... estou doida atras de uma cartela de zig zag... queria fazer um vestido... sonho meu...

    ResponderExcluir
  2. Obrigadinha, adoro saber quando alguém gosta do que eu faço! Bom, fica com fios do lado de dentro mesmo, tem que usar com cuidado senão repuxa tudo. O único jeito seria usar um "trocador de cores" junto com a máquina - aí as cartelas são diferentes e tem que ter frontura... Eu tenho um, fiz até o cursinho prá aprender a usar, mas chega em casa dá tudo errado e eu faço de conta que não tenho... Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...