Generosidade...

v Ensine a outros o que você sabe: não importa se é a receita de um cachecol, do maravilhoso prato de família, aquela dica infalível para sair do aperto... Quando a gente é mesquinho, vive pequeno! Seja generoso, mesmo se o segredo compartilhado é parte do seu sustento, afinal, sempre vai ter quem prefere comprar pronto e - com certeza - sempre vai ter quem precisa da sua dica para por o pão de cada dia na mesa. Viva grande!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Jóias de crochê


Tão simples: você pega aquela sua argola de bijuteria que já perdeu o brilho ou da qual você já cansou e ZÁS!

Facílimas de fazer... A cor pode combinar com cada roupa...



Adorei estes braceletes:






quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Tofu em conserva



Nunca mais você vai dizer que tofu (queijo de soja) é horrível, que não tem gosto de nada. Esse jeito de preparar tofu deixa ele tão delicioso que você vai comer como aperitivo, quando dá aquela fominha fora de hora, ou vai usar prá enriquecer o lanche dos bambinos (eu sei, o plural seria bambini, mas deixa eu, que é assim que eu falo mesmo).

1º) Corta o tofu em fatias de 1,5 cm de grossura. Corte então em tiras da mesma espessura e então em cubos.

2º) Em uma assadeira grande disponha várias camadas de papel guardanapo (ou então, panos de prato bem absorventes). 

3º) Tempere com sal (eu faço meu próprio sal temperado com alho, amassando sal marinho com um pilão...). Use aji-no-moto (se gostar).

4º) Cubra com mais guardanapo ou pano de prato e deixe que o excesso de líquido seja drenado.

6º) Unte uma assadeira com pouco óleo ou azeite (melhor ainda se ela for anti aderente) e leve o tofu ao forno médio por 15 minutos. Eu também faço no microondas, mas somente por 10 minutos - gosto mais...

7º) Enquanto o tofu está aquecendo, frite uma cabeça de alho (eu gosto de cortar o alho em fatias compridas - acho que, de cada jeito que você corta o alho, fica um gosto diferente... Mania culinária minha...). Use pouco óleo, somente o suficiente para fritar o alho.

8º) Agora vem a parte importante: pimenta. Ô tempero maravilhoso e controverso... Quem gosta, como eu, ama de paixão... Tem quem deteste (???). A América só foi descoberta por causa dela - visando descobrir um novo caminho para as Índias é que Colombo saiu prá dar a volta ao mundo - e isso não é pouca coisa... No meu tofu eu uso duas pimentas: calabresa desidratada em flocos e pimenta vermelha (também conhecida como dedo de moça) em pó, comprada por quilo no bairro da Liberdade, centro de São Paulo - falei que adorava pimenta, meu filho caçula aos 6 anos deu uma provadinha e hoje come até pura! Depois que o alho está frito eu jogo nele, ainda quentinho, a calabresa e o pó vermelho (parece colorau), e vou acrescentando mais óleo - até dar mais ou menos meio litro. Não deixo ferver, mas tem  que estar quente. Salgo esse óleo, pego o tempero Sazon que der na telha - ou estiver à disposição - e passo para a finalização:

9º) Vidros grandes e bem limpos, dentro de uma panela de alumínio para absorver o calor impactante que vão receber. Com um garfo, vou depositando os tofus bem quentes no vidro, intercalando com o óleo (que, a essa altura, está vermelho). Pronto: o vidro está cheio de delícias. Jogo  por cima um pouco de vinagre branco prá temperar... Fecho bem o vidro (prá não vazar, porque eu vou mexer nele...), seguro com um pano de prato prá não me queimar e dou uma chacoalhada. Conforme o tofu esfriar, vai absorver o tempero. Quanto mais tempo ele curtir no vidro, mais gostoso vai ficar.

Meus filhos a-do-ram, comem o tempo todo (deixam escorrer bem o óleo). Levam na marmita - por vontade própria. Ficam malucos quando acaba...

Ele é a minha versão caseira prá um tofu em conserva que se compra na Liberdade, um vidrinho pequeno chega a custar até 7 reais. O problema é que são muitas marcas (já comprei e provei todas, a única que presta é a da foto, que tem uma cabecinha - as outras tem um gosto fortíssimo de gorgonzola e o caldinho parece secreção de nariz - catarro, prá dizer o português bem claro). Se vocês forem arriscar comprar, memorizem o vidro que eu mostrei, que vale a pena - é delicioso demais... Meu paraíso culinário, ultimamente, é me imaginar sentada no sofá, de pernas prá cima, com um vidro inteiro dele prá comer sem ninguém me proibir, porque é salgado e minha pressão não está baixando nem com remédio... O tofu da Liberdade é mais salgado e bem mais apimentado que o meu - e também é mais macio, derrete na boca... Alguma coisa que esses chineses fazem com o tofu me escapa...

Mas olha, o meu fica nota 10, a Lola detesta o comprado, mas ama o meu.

Prá vocês fazerem sem as pimentas que eu falei, façam assim: peguem uma pimenta vermelha lavadinha e sem sementes e batam no liquidificador com o óleo que vocês vão usar - vai ficar excelente. Pode colocar orégano (Sua Majestade odeia, então eu não coloco em nada que ele vá comer...), salsa, cebolinha, manjericão... Frita a casca do provolone junto do alho e o seu tofu vai lembrar bacon! Põe cebola crua prá curtir junto, que vai dar um gostinho especial...

E ó, não tenha medo da pimenta - ela é saudável, acelera o metabolismo, alivia dores no corpo, faz a gente eliminar toxinas através do suor - uma bênção! E é uma delícia...

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Tricô de ... bolinhas?

Casaquinho Monalisa

Resolvi dar esse nome porque esse casaquinho é a obra prima - da minha paciência. Vejam bem: ele é facílimo de fazer - é só seguir a receitinha, mas demora prá caramba. Costurar aqueles círculos de crochê demanda muito tempo e paciência. Só prá vocês terem uma ideia, fiz o tecido da blusa nas férias de julho, enquanto estava no sítio, e desde então tenho feito e costurado bolinhas pretas. São quase dois meses inteiros dedicados a uma única peça (não integralmente, senão eu pirava na batatinha: fui fazendo outras coisas nesse meio tempo, mas cada momento que dava, lá estava eu...).

Se você pretende fazer prá vender, por encomenda, NÃO. Ninguém no mundo vai pagar o que vale. É blusa prá fazer prá você, prá bambina deixar de herança prá filha dela - que Deus ainda tá projetando lá no céu - que um dia vai dizer: "Nossa! A vovó era mesmo incrível!".

Bom, mas de repente você tem empregada, cozinheira, manicure e pedicure em casa, o burro na sombra lá no quintal comendo grama canadense enquanto o "puldo" corre atrás do siamês, então pode se dar ao luxo de fazer mais rápido do que eu - não esqueça de agradecer a Deus por isso.

O X da questão está em distribuir os furinhos primeiro - a blusa é toda esburacadinha. Aí fica fácil saber exatamente onde pregar as bolinhas, senão fica tudo torto. Eu uso os marcadores numéricos da máquina prá saber onde fazer os furinhos com o transportador: em uma carreira, os furinhos ficam nas marcações 0, 10, 20, 30, etc. Dez carreiras depois, ficam nos "-" dos meios (preste bem atenção que tem que ter sempre 9 agulhas entre cada furinho).

Então é isso: delicado, feminino, arzinho retrô - nunca vai sair de moda, sempre vai chamar atenção. Lindo.

FAZ UM PRÁ VOCÊÊÊÊ!!!! Nem que seja prá usar no inverno que vem, vai fazendo devagarinho, distraindo a cabeça dos problemas, fazendo bolinhas (nem contei quantas...). Ou terceiriza: paga prá alguma idosinha talentosa fazer as bolinhas prá você - ela vai adorar ter um dinheirinho extra. 

Não tem máquina? Faz na mão, com lã família, depois prega as bolinhas feitas com lã bem fininha que fica lindo. Ou faz de cristal mesmo, só que no crochê, todinha de ponto alto e depois prega as bolinhas. O importante é esse visual clássico, que toda mulher gosta de ter de vez em quando.

Receitinha de mãe:




Ah, a receita da bolinha e do acabamento em crochê tá nesta postagem AQUI

FAZ, FAZ, FAAAAAAAZ!

Outro Concurso Coats

Este precisa ir no blog da ELIANE VILELA e fazer passo a passo tudo o que "o rei mandar" - ou, neste caso, a rainha (hi hi hi) e então escrever uma frase dizendo qual é, prá você, a cor da Coats. Não paga nada, então, o quê que custa, né?

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Cupcake de Pizza

Até que enfim é sexta-feira... Que tal uma inspiração bem gostosa e bem fácil?

Pega aquela receitinha básica de massa de pão ou de pizza (ou faz "no olhômetro" mesmo, como eu: um tabletinho de fermento de pão, duas colheres de sopa de açúcar, uma colher (de café) de sal - esmaga tudo com o garfo, despeja um copo de leite morno, desmancha um pouco de manteiga ou margarina e deixa "espumar". Daí vai juntando farinha de trigo - primeiro com uma colher e, quando não der mais prá mexer, vai na mão mesmo, até desgrudar. Deixa crescer, divide em bolinhas e abre cada uma na forminha, untada com manteiga ou óleo, com os dedos mesmo - MOLEZA!!!) e se diverte montando essas delícias:

 Não precisa caprichar demais, não... A borda da casquinha, que ficou prá fora, vai assar e ficar crocante - muita delícia...
 Recheia com o que tem, colega: frango que sobrou de ontem, desfiado, com requeijão e tomate; atum de lata com purê de batata e maionese; muzzarela em cubos, tomate seco e rúcula; ricota esfarelada com requeijão e gorgonzola... Ou então faz doce: queijo branco e goiabada em cubos, morangos picados mexido com  aquele Danete branco...
 Faz um montão de sabores!!!
 Assa em forno médio, até a casquinha dourar, desenforma e...
 TCHARAAAAAM! "Práquê cê" vai sair de casa hoje???
QUER + FÁCIL AINDA, mamão com açúcar, comidinha na boca igual passarinho? Faz assim, ó:

Pega um copo grande de leite (uns 400 ml...), um ovo e duas colheres (sopa) de manteiga derretida (ou beeem molinha...). Bate no liquidificador, sem esquecer de dar uma temperadinha com sal, pimenta, queijo ralado de pacotinho. Daí, pega um pacote de pão de forma: Uma fatia por vez, dá uma leve "empapadinha" no líquido (não encharca não!!!). Então, arruma a fatia na forminha untada, o lado molhado encostando na forminha, o lado seco prá fora. Põe dentro uma misturinha assim: Queijo mussarela em cubos, presunto em cubos, tomate fresco e bem vermelhinho (também em cubos...). Tempera com um bocadinho de sal, orégano... Leva prá assar uns 15, 20 minutos em forno médio (até o pão dourar bem...). Ô ,moleza... Ô "diliça"...

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Amor Verdadeiro

Vocês - com certeza - já devem ter visto (não é notícia nova...). Com certeza deve ter aparecido até no Fantástico, no Jornal Nacional...
Mas, é algo que vale a pena relembrar:

Taylor Morris, de 23 anos, e sua namorada Danielle Kelly - jovens, apaixonados, felizes - um futuro inteiro pela frente...


 Ele - prestes a ir para o Afeganistão:
 Parece filme, não é? Rapaz bonito, de óculos escuros, descolado...

Após pisar em uma bomba, perdeu os quatro membros. Não ficou inconsciente, não entrou em choque: pedia para aqueles que vinham resgatá-lo para não chegarem perto, pois era muito arriscado, podiam morrer...
 Se fosse outra pessoa, podia ter morrido - mas ele queria muito viver...

Tinha bons motivos...

 Tinha apoio...
 O amor faz o fardo ser leve...

 Repara no sorriso dos dois - tem alguma pena, algum constrangimento?

Não deve ter sido nada fácil...
 Às vezes, um abraço faz a diferença entre seguir adiante ou desistir de tudo...
Ele teve que ser carregado de novo, como um bebê...
 De novo, teve que aprender a andar...
 Apesar de ter sido recebido como herói...
 Garanto que o sorriso dela é que era o maior prêmio:
 E o sorriso dele - aproxima a foto - é de pura felicidade:
Eles finalmente se casaram:
 Dançaram.
Comemoraram.


 E aqui estão eles, Taylor Morris e Danielle Kelly - jovens, apaixonados, felizes e com todo um futuro pela frente:


Bendito seja Deus, por plantar em todos os corações essa semente divina chamada Amor: quando a deixamos germinar e florescer, surgem frutos tão lindos... 

(Esta postagem foi especialmente feita prá você, que anda meio sem fé no futuro da Humanidade: enquanto existirem pessoas assim, acho que a gente não precisa se preocupar tanto...).

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Vestido lindo!



Pena que a receita da parte feita à máquina não diz quantos pontos, quantas carreiras, qual a regulagem... Mas, fazendo umas amostrinhas e calculando, dá prá chegar lá. E, se quiser, dá prá fazer inteirinha na máquina, usando uma cartela ou transportando pontos. E se quiser - também - dá prá fazer à mão, todinha de crochê.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...